Idosa deixa hospital psiquiátrico após ficar internada por 64 anos

Internada em hospitais psiquiátricos desde abril de 1952, uma idosa de 95 anos deixou o Hospital Vera Cruz, em Sorocaba (SP), para morar com um filho em São Paulo (SP).

A mulher identificada pelas iniciais M.F.C., já que seu nome não foi divulgado, passou as últimas décadas vivendo como paciente de diversas instituições psiquiátricas e, com a saída do hospital, na última terça-feira (24), tornou-se a pessoa mais velha da cidade a deixar o tratamento, segundo a coordenadora de Saúde Mental de Sorocaba, Mirsa Elisabeth Dellosi .

(Foto: Assis Cavalcanti/Divulgação)
(Foto: Assis Cavalcanti/Divulgação)

A determinação da mulher, que resistiu apesar de tudo, chama atenção, segundo Mirsa. “O que nos chama a atenção são os 95 anos, de resistência, uma reverência em querer viver todo esse tempo, que nos emociona”, diz ela, segundo informações divulgadas pela Prefeitura de Sorocaba.

De acordo com o prontuário, M.F.C. deu entrada em um hospital psiquiátrico pela primeira vez há pouco mais de 64 anos.  Ele ficou no Hospital Psiquiátrico do Juquery, em Franco da Rocha, até 2006, quando foi transferida para o Hospital Mental Medicina, em Sorocaba. Quando a clínica fechou, em 2014, ela foi transferida para o Vera Cruz, de onde saiu diretamente para a casa de um dos seus filhos, que frequentemente visitava a mãe.

Na época em que a mulher foi internada pela primeira vez, o rapaz tinha dois anos de idade. Interessado em levar a mãe para viver ao seu lado, ele construiu um quarto com banheiro na casa onde vive. “Depois que ele construiu esse espaço, nos procurou dizendo estar pronto para levar a mãe”, acrescenta Mirsa.

(Foto: Assis Cavalcanti/Divulgação)
(Foto: Assis Cavalcanti/Divulgação)

Segundo o comunicado, ao deixar o local, a paciente levou uma mala com seus pertences, agradeceu a todos e, no caminho até o carro, foi acompanhada por outros internos e funcinários da unidade. Apesar da idade e de optar pelo silêncio, ela mostrou-se forte fisicamente e acompanhou toda a movimentação atentamente.

Outras histórias

Com essa nova alta médica, 426 pacientes permanecem internados no Polo de Desinstitucionalização vera Cruz. Mirsa esclarece que a SES não tem medindo esforços para o processo de alta médica desses pacientes, para que possam ir morar com familiares ou em Residências Terapêuticas (RTs). Ela conta ainda que no mês de junho, outros 60 pacientes paulistanos serão encaminhados para seis RTs em São Paulo.

Em julho, outros 125 sorocabanos serão transferidos para 14 RTs que estão sendo implantadas em Sorocaba. Além de outras 17 altas médicas já programadas.

Toda essa mudança na rede de atenção psiquiátrica foi impulsionada após a assinatura do Termo Ajustamento de Conduta (TAC) entre as prefeituras de Sorocaba, Salto de Pirapora e Piedade, e os Ministérios Públicos Federal e Estadual, em dezembro de 2012. O acordo estabelece a completa desinstitucionalização de pacientes de saúde mental na região até dezembro deste ano. (UOL)

Comentários

comentários