Idade mínima da aposentadoria pode ter revisão periódica, diz chefe do INSS

O presidente do INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social), Leonardo Gadelha, defende a criação de uma idade mínima diferenciada para a aposentadoria na reforma da Previdência e a revisão periódica desse critério.

Carteira de Trabalho

Em entrevista à Folha, Gadelha argumenta que a proposta que o governo deve enviar ao Congresso ainda neste ano deve ter, para as mulheres, um piso inferior para a idade, devido à dupla jornada de trabalho.

Gadelha disse ainda que a revisão dos benefícios por incapacidade começa no mês que vem e os casos que mais preocupam são os de benefícios concedidos pela Justiça, em que não houve sequer avaliação de um médico. Segundo ele, mais de 80% da economia da revisão virá desses benefícios.

Folha de SP

Comentários

comentários