Hominicido: mulher mata marido esfaqueado, mas é presa após dizer que foi suicídio

Lúcio Borges

(Foto – Radio Caçula/Reprodução)

O trocadilho da palavra até inexistente, ‘homicidio’, ante ao termo Feminicidio, que se refere ao crime de violência com morte por causa do gênero feminino, é para mostrar que pode ser minimo, mas também há crime contra o homem, como ocorreu no fim da tarde desta segunda-feira (12), em Três Lagoas, região Oeste de Mato Grosso do Sul. Uma jovem mulher é acusada de ter matado o marido esfaqueado, acabando sendo presa, pois ainda disse que foi suicídio cometido pela vitima de 41 anos, identificado como Gilberto Carvalho da Silva.

A esposa da vítima, Danielly Vicente Azambuja, de 26 anos, é suspeita de ter cometido o crime e foi presa em flagrante. Ela nega a autoria e afirma que o marido se matou, a facadas por volta das 17h40 de ontem, em um bairro da cidade a cerca de 340 km de Campo Grande. Danielly teria afirmado que discutiu com a vítima porque ele não teria deixado-a sair de casa. Ela afirma ter sido ameaçada de morte e que na sequência a própria vítima teria se matado com golpes de faca, como aconteceu em caso inversos, onde o Página Brazil noticiou, que um homem cometeu o Feminicido e ainda modificou a cena do crime para que parecesse um suicídio.

Conforme dados do Boletim de Ocorrência, equipes do Corpo de Bombeiros atenderam a ocorrência com socorristas do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), que ainda tentaram reanimar a vítima, que não resistiu aos ferimentos.
O casal estaria junto há três meses, mas brigava com frequência e são apontados como quem fazem uso de bebidas alcoólicas. Assim, ontem os dois estariam bebendo, e o crime teria se inciado quando iniciaram discussão e ambos se agrediram fisicamente no meio da rua.
Morte dentro de casa
De acordo com os relatos de populares feito a reportagem da Rádio Caçula, os golpes de faca teriam ocorrido quando o casal teria já entrado no imóvel.
A imagem da foto mostra o interior da casa e a possível cena do crime, onde o homem ou já só o corpo foi atendido.
A jovem agora acusado e presa já teria passagem pela polícia.

Comentários

comentários