Homem suspeito de triplo homicídio em fazenda do Pantanal é preso na Bolívia

Da Redação

Laudenir da Silva Penaz (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Laudenir da Silva Penaz, de 34 anos, foi preso nesta terça-feira (15) em Puerto Quijarro, cidade boliviana na fronteira com o Brasil, após confessar ter matado três homens em uma fazenda em Corumbá, região do Pantanal de Mato Grosso do Sul.

Policiais brasileiros e bolivianos participaram da prisão de Laudenir, conhecido como Cúria. Além do triplo homicídio, ele também teria ferido a tiros um rapaz, de 27 anos, que está internado na Santa Casa de Corumbá.

De acordo com informações policiais, o sobrevivente é filho do dono da fazenda. A vítima  conseguiu escapar depois de ter pedido ajuda a um vizinho que o levou até o hospital.

O crime 

Três homens foram mortos na tarde de domingo (13), na fazenda Coqueiro, que fica localizada na estrada que vai para Forte Coimbra, distante cerca de 17 quilômetros do acesso à BR-262, em Corumbá. Eles foram identificados como Pedro Carlos Aquino, 45 anos; Jocemar Gonçalves dos Santos, de 36 anos e João Estevão Cáceres, de 50 anos.

Uma quarta vítima, Vinícius Schumacher de Lima, de 27 anos, baleado na lateral esquerda da boca, foi quem pediu socorro em uma propriedade vizinha e, em seguida, as Polícias Militar, Civil, Rodoviária Federal e o Corpo de Bombeiros foram acionados e deslocaram equipes para a fazenda.

O triplo homicídio aconteceu entre 13 e 14 horas. “Um corpo estava na sede, outro entre duas casas e a terceira pessoa estava dormindo quando foi executada. O Vinícius, mesmo ferido, conseguiu escapar do assassino e pediu ajuda”, descreveu uma testemunha.

 

Comentários