Homem que teve 80% do corpo queimado ao ‘brincar de Lúcifer’ morre em hospital

Cláudio Rosa, 56 anos, internado desde a noite de segunda-feira com 80% do corpo queimado morreu por volta das 10h30 desta quarta-feira (4). Ele estava internado no Hospital da Vida e não resistiu aos ferimentos. No dia do episódio, ele e o parceiro Célio Novaes Tomaz, 48 anos, decidiram ‘brincar de Lúcifer’ e atearam fogo num colchão.

Célio foi preso em flagrante por incêndio e tentativa de homicídio - Foto: Osvaldo Duarte/Dourados News
Célio foi preso em flagrante por incêndio e tentativa de homicídio – Foto: Osvaldo Duarte/Dourados News

De acordo com informações do site Dourados News, Célio foi preso em flagrante pela tentativa de homicídio, porém, deve responder agora por homicídio. Na segunda-feira, os dois ingeriram grande quantidade de bebida alcoólica e resolveram fazer a brincadeira.

O autor contou à polícia que ainda tentou sair pela janela, mas só conseguiu depois da ajuda de vizinhos e a chegada do Corpo de Bombeiros. Célio apresentava queimaduras leves nas costas, já Cláudio foi encaminhado para o hospital com 70% do corpo queimado.

Comentários

comentários