Homem morto com mais de 40 tiros tinha 23 anos e morava em Dourados

Da Redação/JN

O homem executado com 43 tiros e encontrado enterrado em uma estrada vicinal de Pedro Juan Caballero, município paraguaio vizinho a Ponta Porã, foi identificado por familiares na manhã desta segunda-feira, dia 1º de maio, como Romario Douglas Cançado de Lima, de 23 anos e morador de Dourados.

Segundo a Polícia o corpo estava enterrado no local a pelo menos 36 horas.

De acordo com informações do site Porã News, Romario teria sido executado há 36 horas e com 43 disparos de arma de fogo. O corpo foi encontrado com a boca tapada e os pés e mãos amarradas com fita isolantes.

Segundo familiares, Romario morava em Dourados. Agentes da Divisão de Homicídios afirmaram que o homem era foragido do sistema prisional e foi preso no Estado de São Paulo por envolvimento com o tráfico de drogas.

Há indícios que o homem seja integrante da facção PCC (Primeiro Comando da Capital). Após a fuga, Romário teria fugido para a cidade de Pedro Juan Caballero e estava morando de forma clandestina no local.

A polícia paraguaia irá investigar o caso para descobrir os motivos do crime e também os autores do assassinato.

Comentários