Homem mata namorada e posta fotos do crime no perfil do Facebook dela

Um homem do Texas, nos Estados Unidos, é acusado de matar a namorada e divulgar fotos do crime na página dela no Facebook. Kenneth Alan Amyx, de 45 anos, publicou as fotos no domingo na conta da namorada, Jennifer Streit-Spears. Segundo a imprensa americana, foram divulgadas uma foto dele coberto de sangue e uma do corpo da mulher com a legenda: “Por favor, orem por nós”.

Jennifer Streit-Spears foi morta pelo namorado que postou fotos do crime em sua rede social Foto: Reprodução do Facebook
Jennifer Streit-Spears foi morta pelo namorado que postou fotos do crime em sua rede social Foto: Reprodução do Facebook

Quando a polícia chegou na manhã de domingo, encontrou o acusado de assassinato com múltiplos ferimentos a faca feitos por ele mesmo, enquanto Jennifer estava por perto, esfaqueada até a morte, segundo o porta-voz da polícia David Tilley disse ao jornal “NY Daily News“.

Uma irmã da vítima, que não quis se identificar, foi quem ligou para a polícia após ver as fotos na internet e ficar horrorizada. Ela disse que não tinha como tirá-las do Facebook, e a rede social demorou a entender que as fotos eram de um crime. “Eu pedi para eles (Facebook) removerem as fotos várias vezes, e eles só diziam que se eu não gostava do que via poderia bloquear Jennifer”, contou.

As fotos, finalmente, foram apagadas do perfil de Jennifer, que foi transformado numa página de memória. A rede social inicialmente se recusou a remover as imagens porque acreditava que elas tinham sido publicadas como um pedido de socorro da vítima, e não um assassinato.

“O Facebook tem sido um lugar onde as pessoas compartilham suas experiências e aumenta a consciência sobre questões importantes. Às vezes, essas experiências e questões envolvem violência e imagens gráficas de interesse público ou preocupação”, disse um porta-voz do Facebook ao Daily News.

Kenneth Alan Amyx está preso Foto: Reprodução/ Collincountytx.gov
Kenneth Alan Amyx está preso Foto: Reprodução/ Collincountytx.gov

Durante a prisão, a polícia descobriu que Amyx era procurado por dois crimes sexuais graves, um abuso sexual de uma criança e a exposição indecente a uma criança. Ele foi levado para o hospital e preso acusado de homicídio, bem como com os dois crimes sexuais. O casal vivia junto no apartamento onde o assassinato aconteceu.

Comentários

comentários