Homem flagrado arrastando cachorro é detido e autuado por crime ambiental

A polícia encontrou o homem acusado de arrastar um cachorro, de carro, na tarde de ontem,(21), na Rua dos Cafezais no bairro Los Angeles, em Campo Grande.

Em vídeo, gravado por motorista que seguia na mesma via, não dá para notar se cachorro ainda estava vivo (Foto: Reprodução)
Em vídeo, gravado por motorista que seguia na mesma via, não dá para notar se cachorro ainda estava vivo (Foto: Reprodução)

O major Edmilson Queiroz, da Polícia Militar Ambiental (PMA), disse que através da placa do Celta branco eles chegaram até o proprietário, que informou ter vendido o veículo para uma pessoa, que o repassou para outra, porém não transferiu os documentos para os seus nomes.

“Este homem ajudou a polícia a chegar até o atual dono do carro, que confessou ter arrastado o cachorro depois que o animal morreu atropelado. O animal foi enterrado em um terreno gramado”, disse o major

O filho do acusado chegou a Decat (Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Ambientais e Proteção ao Turista) onde o pai está sendo interrogado, e disse que o cachorro escapou e seu pai saiu a procura, quando nas proximidades da avenida dos Cafezais ele foi atropelado por um caminhão guincho. “Ele ficou com a cabeça esfacelada e como meu pai estava com meu sobrinho no carro, não quis colocar o corpo para dentro”, alegou.

Equipes da PMA estão no local onde o homem disse ter enterrado o cachorro para comprovar a informação.

O homem será autuado por maus-tratos, que possui uma multa de R$ 500 a R$ 3 mil e por abandonar o corpo do cachorro em local inadequado, multa que soma R$ 5 mil.

CASO

As imagens foram feitas por um motorista de 35 anos, que pediu para não ser identificado. Ele relata que estava indo buscar a esposa no trabalho, quando viu a cena. “Fiquei chocado e tentei alertar o motorista que seguia em um Celta, de cor branca, e tinha como passageira uma senhora, mas ele acenou com o braço e continuou o percurso”.

Comentários

comentários