Homem é executado em Paranhos na mesma rua da chacina de outubro

Cevero Nuñes e Nunes de 42 anos, de nacionalidade paraguaia, foi executado com tiros de pistola 9 milímetro, quase, na cidade de Paranhos, na região de fronteira com o Paraguai, no mesmo horário e a poucos metros do local onde no dia 19 de outubro de 2015 houve uma chacina. O crime aconteceu por volta das 17h30 desta segunda-feira, dia 11 de janeiro.

Foto capitanbado.com
Foto capitanbado.com

Segundo o site Fronteira News, a Polícia apurou que a vítima transitava a pé pela rua Jorge Pereira,quando dois homens de motocicleta se aproximaram e o carona,ergueu o capacete e fez 11 disparos. Cevero foi atingido nas costas, nuca e cabeça.Guarnições das policiais civil e militar estiveram no local. Um jovem, morador na Vila Nova, se apresentou como irmão da vítima.

A chacina

No dia 19 de outubro do ano passado, como hoje,também uma segunda-feira, cinco pessoas morreram e três ficaram feridas quando pistoleiros passaram atirando em frente da Padaria Bahamas onde estavam. Morreram no local Bruno Vieira de Oliveira, de 26 anos, Mohamed Youssef Neto, de 31 anos,Arnaldo Andres Alderete Peralta, 32 anos e Rodrigo da Silva,28 anos. Denis Gustavo,24 anos morreu no hospital em Amambai para onde foi encaminhado. Ficaram feridos Anderson Cristiano, 27 anos e Diego Zacarias Aldetete Peralta (26 anos). Emerson Lopes, cliente da padaria, levou um tiro de raspão.

Segundo informação obtida pelo Campo Grande News junto ao DOF (Departamento de Operações de Fronteira), que deslocou equipes para Paranhos para conduzir as investigações, apenas uma das vítimas, entre os cinco mortos, seria o alvo dos atiradores que, a bordo de uma caminhonete de cor preta, provavelmente modelo Hillux, teriam feito pelo menos 100 disparos de fuzil. Até hoje ninguém foi preso por causa da chacina.

Comentários

comentários