Homem é assassinado a tiros dentro de carro em frente a Associação Comercial

Joaquim Ferreira Alves Neto, 47, foi assassinado a tiros na avenida Brasil, em frente a ACEPP (Associação Comercial e Empresarial de Ponta Porã). O crime ocorreu na noite desta segunda-feira. A vítima estava num VW Cross Fox, com placas da cidade de fronteira.

Vítima foi surpreendida ao parar em semáforo  (Foto: Tião Prado/Ponta Porã Informa)
Vítima foi surpreendida ao parar em semáforo
(Foto: Tião Prado/Ponta Porã Informa)

De acordo com o Conesul News, Joaquim era conhecido como ‘Quincas’ e era funcionário de uma empresa de bebidas energéticas.

Testemunhas contaram que a vítima havia parado em um semáforo, quando o suspeito estacionou ao lado a bordo de uma motocicleta estrangeira e efetuou 3 disparos.

O proprietário da empresa em que a vítima trabalhava, o empresário Fábio Moresco, estava no banco do passageiro na hora do crime. Após os disparos, ele foi para um outro estabelecimento comercial de sua propriedade e não ficou ferido.

De acordo com a delegada Sueile Araújo Lima, que registrou o caso, ainda é cedo afirmar a motivação, mas não é descartado que o crime esteja relacionado a desacertos comerciais e que Fábio também estivesse na mira. “O Fábio tem desentendimento com um empresário da cidade. Há a possibilidade de que os dois estivessem na mira, já que a vítima acompanhava Fábio em todos os trabalhos. Não sei se Joaquim foi morto para intimidar Fábio. Ele está bastante assustado”, pontuou.

Ainda conforme a delegada, em junho, um irmão de Fábio sofreu tentativa de assassinato em Pedro Juan Caballero e, na ocasião, o motorista dele ficou ferido a tiros. Na época, um empresário foi apontado como suspeito, mas o caso segue sem esclarecimento.

A polícia investiga se o atentado tem relação com a execução de Joaquim.

Comentários

comentários