Homem atropelado por motorista em fuga morre quase 2 meses após acidente

José Miranda Rosa, atropelado em Dourados no dia 29 de agosto, acabou morrendo na madrugada desta sexta-feira (19/10) no Hospital da Cassems em decorrência do acidente. Ele e a mulher, Roseli da Silva Bonilha Rosa, moradores no Jardim Rasslem, estavam na Honda Biz, quando foram atingidos pelo Fiat Pálio conduzido por José Pinheiro de Souza, 56.

Acidente ocorreu no dia 29 de agosto – Crédito: Osvaldo Duarte/Dourados News/Arquivo

Conforme a família, durante esses quase dois meses, a vítima passou por várias cirurgias e constantemente precisava retornar ao hospital.

Na noite de ontem, passou mal e precisou ser levado à UTI, onde não resistiu aos ferimentos.

O caso

A colisão ocorreu após tentativa de fuga de José Pinheiro. Ele dirigia sem a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e levava no veículo, nove caixas de cigarros contrabandeados do Paraguai.

De acordo com o boletim de ocorrência, a PMRE (Polícia Militar Rodoviária Estadual) tentou abordar o veículo em que ele e outros dois ocupantes estavam, na MS-379, próximo ao trevo de acesso a Laguna Carapã.

O motorista não respeitou a ordem de parada e fugiu. Os militares iniciaram perseguição, passando pela BR-463 e em seguida a rua General Osório, no BNH IV Plano.

Na ação, os suspeitos atropelaram o casal em frente à escola Vilmar Vieira de Matos, continuaram a fuga e chegaram a trafegar na contramão pela avenida Hayel Bon Faker. Na rua Frei Antônio, no Jardim Água Boa, os policiais conseguiram parar o veículo.

Outra pessoa que estava na companhia de José Pinheiro seria o dono do contrabando, porém, não ficou presa, já o terceiro envolvido conseguiu fugir.

Comentários