He-Man sai do banco aos 39′ do 2ºT e põe Inter na semi da Liberta

O Internacional está nas semifinais da Copa Libertadores. Com muito sofrimento para os torcedores do Colorado, a equipe comandada por Diego Aguirre venceu por 2 a 0 o Santa Fe (COL), no Beira-Rio, e avançou na competição. Os gols que garantiram a classificação foram marcados por Juan e Rafael Moura.

Rafael Moura fez o gol que leva o Internacional as semi-finais da Libertadores
Rafael Moura fez o gole que leva o Internacional as semi-finais da Libertadores

Agora, a equipe de Porto Alegre aguarda a definição de seu adversário. Caso o Cruzeiro elimine o River Plate (ARG), nesta quarta-feira, será o adversário do Internacional. Se a Raposa não passar, o adversário será o Tigres (MEX), que eliminou o Emelec (EQU).

FESTA, GOL NO INÍCIO E APAGÃO

A festa da torcida colorada começou muito antes das 19h30, horário do jogo. Cerca de duas horas antes, os colorados já lotavam as ruas entorno ao Estádio Beira-Rio e recepcionaram o time com as ‘ruas de fogo’.

Já dentro do Beira-Rio, as arquibancadas pulsavam no volume máximo. E dentro das quatro linhas, o Internacional correspondeu rapidamente. Aos 2 minutos, D’Alessandro cobrou escanteio aberto, e Sasha, de cabeça, manteve a bola dentro da área. Juan surgiu na pequena área e mandou para a rede, abrindo o placar.

A partida não poderia começar melhor. Mas o Inter não soube aproveitar o momento. O Santa Fe, que sentiu o golpe, não foi mais ameaçado. Além disso, com o passar dos minutos, passou a dominar a partida. A zaga do Internacional, formada por Juan e Ernando, deu ao torcedor fortes emoções, em saídas de bola erradas, mas os colombianos não conseguiram concluir a gol.

PRESSÃO, PRESSÃO, PRESSÃO.. E CLASSIFICAÇÃO

A volta do intervalo foi alucinante. Se na primeira etapa foram apenas duas finalizações – o gol de Juan e uma defesa simples de Alisson, no segundo tempo foi diferente. O Inter buscou a pressão desde o início. Os dois goleiros saíram bem em cruzamentos. Castellanos fez melhor ainda em chute de Valdívia. O meia, que entrou no lugar de Sasha, lesionado, recebeu de Lisandro López e finalizou cruzado, mas o goleiro do Santa Fe desviou para escanteio.

Além de defender e puxar perigosos contra-ataques, o Santa Fe bateu. A vítima preferida foi Valdívia. Aos 16, Mosquera deu carrinho por trás, mas não recebeu o segundo amarelo. Quem acabou expulso foi o técnico Diego Aguirre, que reclamou muito com o árbitro Wilmar Rondán.

Mas a participação de Mosquera não seria muito mais longa. Aos 22, o lateral-esquerdo parou Nilmar na falta e foi expulso. Porém, Nilmar também teve que deixar o campo, por causa da pancada no rosto. Alex entrou em seu lugar e a pressão continuou. Castellanos fez boas defesas em chute de D’Ale e cabeçada de Juan. Aos 37, mais uma falta em Valdívia, mais um expulso no Santa Fe. Anchico recebeu o segundo amarelo. As pancadas não intimidaram Valdívia, que quase marcou olímpico.

Se houvesse justiça no futebol, não teria como o Internacional não sair com a classificação do Beira-Rio. E foi isso que aconteceu. Aos 42 minutos, D’Alessandro cobrou escanteio da direita e Rafael Moura, que havia entrado há poucos minutos, desviou para o gol. A bola ainda resvalou no zagueiro antes de entrar, matando as ações de Castellanos. O sonho do tricampeonato da Libertadores segue vivo em Porto Alegre.

FICHA TÉCNICA INTERNACIONAL 2 X 0 SANTA FE (COL)

Local: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)Data-hora: 27/5/2015 – 19h30Árbitro: Victor Hugo Carrillo (Fifa-PER)Auxiliares: Jonny Bossio (Fifa-PER) e Víctor Ráez (Fifa-PER)Renda/Público: 41.900 pagantes. R$2.072.000,00
Cartões amarelos: Páez, Mosquera (2), Ómar Pérez, Anchico (2), Morelo (SFE) e Geferson, Lisandro López e Aránguiz (INT)Cartões vermelhos: Mosquera, Anchico e Mina (SFE)
Gols: Juan 1-0 (2’/1ºT) e Rafael Moura (42’/2ºT)

INTERNACIONAL: Alisson; William, Ernando, Juan e Geferson (Rafael Moura, 38’/2ºT); Rodrigo Dourado, Aránguiz, D’Alessandro e Eduardo Sasha (Valdívia 14’/1ºT); Nilmar (Alex, 25’/2ºT) e Lisandro López – Técnico: Diego Aguirre.

SANTA FE: Castellanos; Anchico, Mina, Meza e Mosquera; Roa, Torres, Seijas e Omar Pérez (Perlaza, 35’/2ºT); Páez (Rivera, Intervalo) e Morelo – Técnico: Gustavo Costas.

 

Comentários

comentários