Hamilton reage no campeonato e conquista vitória da carreira no GP dos EUA

Lewis Hamilton voltou a vencer na F1. Mais que isso, a conquista veio em um momento importantíssimo do campeonato, quando o tricampeão tenta se manter vivo na briga com o companheiro de Mercedes e rival pelo título, Nico Rosberg. A vitória o fez reduzir de 33 para 26 pontos a diferença que o separa do líder alemão, restando agora apenas três corridas para o fim da temporada. É também a primeira conquista nesta segunda fase do ano. Rosberg, que hoje foi segundo, vinha em uma sequência vitoriosa, tendo vencido quatro das últimas cinco provas.
Reprodução - Mercedes
Reprodução – Mercedes

A verdade é que o inglês liderou praticamente de ponta a ponta e em nenhum momento foi ameaçado ou incomodado pelos adversários, seguindo como grande pontuador na capital texana. E a impecável atuação ainda ajudou o piloto de 31 anos a celebrar seu 50º triunfo da carreira na maior das categorias. Hamilton está agora só atrás de Alain Prost e do maior vencedor de todos os tempos, Michael Schumacher.

A Red Bull fechou a etapa norte-americana com um gosto agridoce. Por um lado, Daniel Ricciardo fez uma corrida forte e chegou a ameaçar a Mercedes, mas acabou sendo superado no melhor entendimento da corrida feito pela equipe alemã, que ganhou posições ao parar sob regime de safety-car virtual com Rosberg. O sabor amargo veio pelo abandono de Max Verstappen na metade da corrida, por uma falha aparentemente de motor.

Sebastian Vettel ainda colocou a Ferrari em quarto, à frente de Fernando Alonso que botou a McLaren nos pontos novamente com o quinto lugar, conquistado depois de uma bela ultrapassagem em Carlos Sainz e Felipe Massa já nas voltas finais. Sergio Pérez, Jenson Button e Romain Grosjean completaram os dez primeiros. Felipe Nasr ainda cruzou em 16º.

Comentários

comentários