Hacker que roubou fotos íntimas de Marcela Temer pega 5 anos de prisão

Réu está preso desde maio após chantagear família do presidente Michel Temer para não vazar os conteúdos roubados do celular da primeira-dama.

marcela

O hacker Silvonei José de Jesus Souza foi condenado a cinco anos, dez meses e 25 dias de prisão em regime fechado por invadir o smartphone da primeira-dama Marcela Temer.

Ele foi condenado pelos crimes de estelionato e extorsão por ter clonado o celular de Marcela e depois ter exigido dinheiro para não fazer fotos e áudios íntimos da esposa do atual presidente Michel Temer – a família chegou a pagar 15 mil reais para o hacker, que acabou preso em 11 de maio deste ano após exigir mais dinheiro.

Além do tempo de prisão, o réu também terá de pagar uma multa, segundo a sentença proferida pela juíza Eliana Cassoles Tosi de Mello, da 30ª Vara Criminal da Capital.

O processo contra o réu foi aberto em abril depois que o ex-secretário de Segurança Pública de SP e atual Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, foi oficialmente informado sobre o crime.

Vale destacar que Souza já foi processado por estelionato em 2012, mas acabou absolvido no ano seguinte. (idgnow)

Comentários

comentários