“Há harmonia entre os poderes”, diz presidente da Câmara sobre parceria de Estado e Município

Nádia Nicolau

O presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, vereador João Rocha (PSDB) concedeu entrevista na manhã desta quinta-feira (8), ao programa Tribuna Livre, da Capital FM.

Após recesso parlamentar, o presidente da Casa de Leis, da capital, falou sobre os recentes trabalhos na Câmara e o que virá daqui pra frente nos próximos dias. A exemplo, está o Plano Diretor que foi aprovado no primeiro semestre deste ano, mas segundo João Rocha ainda é preciso agilizar a sistematização projeto. O vereador também comentou sobre a aprovação do plano de cargos e salário dos Guardas Municipais de Campo Grande.

União dos poderes – “Há harmonia entre os poderes. Cada um fazendo o melhor que podem”, destacou vereador João Rocha, ressaltando o estreitamento de relações políticas tanto com o Executivo Estadual e Municipal quanto com o Judiciário.

Nas palavras do presidente, os trabalhos estão voltados para projetos caminhem com agilidade na Câmara, desde obras, atenção à educação e à saúde. “Sempre é possível fazer mais”.

Eleições 2020 – Questionado sobre as movimentações já para as eleições do próximo ano, o presidente da Câmara declarou que a política é dinâmica e que as conversas são permanentes. “Temos conversado e queremos apresentar bons nomes e projetos, construir um bom caminho para a nossa cidade”.

Ainda sobre política, João Rocha disse que hoje a Câmara representa mais de 10 partidos diferentes e há entendimento entre os pares, embora, “não seja um exercício fácil, mas deve ser feito”.

Mesmo com a tendência do pluripartidarismo, João Rocha disse claramente “defendo a diminuição de partidos, há necessidade de enxugamentos”, reforçando, novamente a urgência da reforma política brasileira.

Reforma da Previdência – O presidente João Rocha opinou sobre um dos assuntos de maior destaque nacional, a reforma da Previdência. “Tenho uma visão macro. Temos que ter a visão como um todo. É um remédio amargo, mas é uma das ações a seres feitas do país, além da reforma Tributária e política”.

A favor do pensamento global, o vereador também comentou sobre a aparente divisão político partidária, gritante no Brasil, que se acentuou especialmente depois da eleição do atual presidente da República, Jair Bolsonaro.

Minimizando a questão polarizada de ‘ser de esquerda’ ou ‘ser de direita’, João Rocha ponderou que “precisamos ter firmeza de propósito, ser nação e ter respeito. Há momentos em que precisa de flexibilização e equilíbrio de força e de pensamento”.

Mulheres na política – Exaltando a relevância do empoderamento feminino nos diversos setores sociais, o vereador falou sobre as mulheres no cenário político.

“Toda transformação começa pela base. Acredito nessa busca por espaço, mas a própria mulher se intimida ao seu colocar seu nome, por receio de se expor. Isso tem melhorado, mas é preciso avançar”.

Esporte – Além de estar à frente da Casa de Lei de Campo Grande, João Rocha é professor de Educação Física e de Judô. Por ser ligado ao esporte, o cidadão, na condição de vereador da Capital de Mato Grosso do Sul disse que há avanços em relação a infraestrutura no cenário esportivo local. “O Governo Estadual está participando, na liberação de recursos”.

Para Rocha, é importante o estímulo à pratica esportiva e a iniciativa de valorizar os espaços públicos.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu cometário!
Por favor, insira seu nome aqui