H1N1 faz terceira morte em Corumbá e 14ª em MS

Lúcio Borges

As mortes, conforme o boletim, foram registradas em dez municípios do estado

A SES (Secretaria Estadual de Saúde) divulgou nesta segunda-feira (10), a terceira morte por gripe A ante vírus H1N1, no município de Corumbá, que perfaz também a 14ª em Mato Grosso do Sul, em menos de seis meses do  ano. O óbito na Cidade Branca vem não muito distante da última vitima, que ocorreu também neste mês, que só passou seu décimo dia. A Secretaria municipal confirmou o óbito e informou que a mulher estava internada em hospital particular e na última quarta-feira (5) foi transferida para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da Santa Casa.

O caso do município a 425 km de Campo Grande, tem na paciente, Jonirce Ovando de 49 anos, que morreu neste domingo (9) ante o último caso de morte por gripe H1N1 foi registrado no dia 1° de junho, também em Corumbá, quando uma mulher morreu logo após dar à luz. A paciente foi identificada conforme informações do jornal Diário Corumbaense, mas a Secretaria não divulgou ou ratificou o nome da paciente.

A Secretaria de Saúde reforçou a importância da prevenção para evitar a gripe. “É fundamental higienizar as mãos com água e sabão ou com álcool gel, principalmente depois de tossir ou espirrar; depois de usar o banheiro, antes de comer, antes e depois de tocar os olhos, a boca e o nariz; evitar tocar os olhos, nariz ou boca após contato com superfícies potencialmente contaminadas (corrimãos, bancos, maçanetas etc.)”, diz.

A Secretaria ainda aponta que é preciso manter hábitos saudáveis, como alimentação balanceada, ingestão de líquidos e atividade física. “Pessoas com síndrome gripal devem evitar contato direto com outras pessoas, abstendo-se de suas atividades de trabalho, estudo, sociais ou aglomerações e ambientes coletivos”.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu cometário!
Por favor, insira seu nome aqui