Griezmann faz dois contra Alemanha e garante França na final da Euro

Apoiada por mais de 60 mil torcedores no estádio Vélodrome, a seleção francesa sofreu no primeiro tempo, mas conseguiu bater a Alemanha, por 2 a 0, nesta quinta-feira. Os Bleus contaram com a estrela de Griezmann, que marcou os dois gols do jogo, para garantir vaga na grande decisão da Eurocopa 2016.

Craque do Atlético de Madrid desequilibra e despacha atual campeã mundial (Foto: AFP)
Craque do Atlético de Madrid desequilibra e despacha atual campeã mundial (Foto: AFP)

Com o resultado, o país-sede da competição, vai disputar a final contra Portugal, no próximo domingo. Já os atuais campeões do Mundo deixam o torneio, após uma participação abaixo das expectativas.

O homem do confronto, craque do Atletico de Madrid e artilheiro disparado da Euro com seis gols marcados, foi ovacionado pela torcida, ao ser substituído por Cabaye, no fim do jogo.

Logo de cara, os donos da casa trataram de usar o apoio da torcida e pressionaram os adversários nos instantes iniciais. Com bons passes e muita velocidade pelos lados do campo, os franceses quase abriram o placar aos seis minutos, com bela jogada de Griezmann, que tabelou com Payet, deixou um marcador no chão, mas acabou chutando fraco, facilitando a defesa de Neuer.

A França seguia com mais volume de jogo, mas sem emplacar jogadas tão incisivas. Com isso, a “blitz” inicial acabou ficando menos intensa e os alemães tiveram mais espaços.

Aos 14 minutos, foi o momento da resposta alemã, com voleio perigoso de Ozil, que foi muito bem defendido por Lloris. A chance deu moral à equipe comandada por Joachim Low, que passou a ter mais intensidade; aos 20 minutos, Kroos se livrou de um marcador e caiu na área após ser tocado por Pogba; o juiz entendeu que não foi pênalti.

Com a tradicional posse de bola, a seleção alemã teve outra chance, aos 26 minutos, com Schweinsteiger arriscando de fora da área e obrigando o goleiro oponente a mandar para escanteio.

Completamente dominada pelos adversários, cabia à seleção campeã do mundo em 1998 apostar em contra-ataques puxados pelo seu trio ofensivo. No entanto, não conseguiam ser efetivos. Além de dois chutes despretensiosos de Payet em cobranças de falta, a França chegou bem com Griezmann, aos 41 minutos, que recebeu de Evra, mas chutou na rede pelo lado fora. Logo em seguida, Giroud desperdiçou uma chance incrível. Aos 42 minutos, o camisa 9 recebeu lançamento primoroso, ficou com o caminho livre, mas demorou para definir e deu tempo à zaga, que conseguiu abafar o chute.

Ligeiramente melhores, os donos da casa conseguiram abrir o placar nos acréscimos. Aos 45 minutos, após cobrança de escanteio, Schweinsteiger tirou com a mão e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, o craque Griezmann bateu no canto superior esquerdo, sem chances para Neuer, que caiu para o outro lado. Embalados com o gol, os Bleus entraram bem na segunda etapa. Antes do primeiro minuto, já tiveram uma oportunidade de ampliar, com Griezmann, que recebeu dentro da área, mas acabou chutando em cima do marcador. Na sequência, o próprio camisa sete tabelou com Giroud, mas Boateng desviou o chute para escanteio.

Após o bom começo, o segundo tempo acabou esfriando e as equipes passaram a se estudar e foram pouco efetivas. O duelo só foi esquentar depois dos 20 minutos. Aos 22, Payet costurou a marcação, mas acabou finalizando fraco.

Aos 27, depois de pressão dos franceses, a defesa alemã se atrapalhou e a bola acabou sobrando para Pogba, que fintou o marcador e cruzou. Ao tentar cortar, o goleiro Neuer devolveu nos pés de Griezmann, que só teve o trabalho de empurrar para as redes.

Atrás no placar por dois gols e com os minutos finais se aproximando, a Alemanha aplicou forte pressão, mas não alterou o resultado, até conseguiram emendar boas chances, com Kimmich carimbando a trave, aos 28 minutos e com chute de Draxler, aos 30 minutos, que foi para fora, por muito perto.

Sem tempo para mais nada e sem esboçarem reação, os alemães não conseguiram alterar o placar: 2 a 0 em Marselha e França classificada para a final da Euro.

Comentários

comentários