Grécia decreta feriado bancário a partir desta segunda-feira

Tsipras: “Referendo é sobre propostas de credores e não sobre permanência no euro”, garantiu primeiro-ministro grego – Foto: Negócios On Line

O primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, anunciou, neste domingo (28/6), feriado bancário a partir desta segunda-feira (28) e controle de capitais na Grécia. A decisão foi tomada depois que os gregos começaram a sacar dinheiro dos bancos neste fim de semana. Ainda não está claro durante quanto tempo os bancos permanecerão fechados.

Neste domingo (28/6), o Banco Central Europeu (BCE) anunciou que deve manter os empréstimos de emergência acordados aos bancos gregos em seu nível atual.

Tsipras não deu detalhes sobre o período em que os bancos permanecerão fechados ou como serão as restrições ao movimento de capitais, mas assegurou que os depósitos dos cidadãos nos bancos gregos estão seguros, assim como os pagamentos de salários e pensões.

A recomendação do conselho de estabilidade financeira da Grécia foi que os bancos permanecessem fechados por seis dias úteis.

A “corrida aos bancos”, que deixou mais de um terço dos caixas desabastecidos neste sábado (27), foi uma reação ao anúncio de um referendo no dia 5 de julho para a população opinar se aceita ou não as propostas de austeridade exigidas pelos credores do país. A população teme que o país saia da zona do euro.

Neste domingo, Tsipras culpou os parceiros europeus e o Banco Central Europeu por forçar a Grécia a tomar essa atitude. Ele acrescentou que não vai voltar atrás em sua decisão de realizar o referendo no domingo (5/7). No próximo dia 30, a Grécia deve pagar ao FMI 1,6 bilhão de euros – dinheiro que não tem em caixa.

Fonte: Jornal do Brasil

Comentários

comentários