A guerra do Gre-Nal 411; Muitos feridos, dois expulsos, mataram o futebol

Sobrou violência e polêmica. Faltou futebol. Com um cartão vermelho para cada lado e polêmicas de arbitragem, o Gre-Nal 411 terminou empatado em 0 a 0 na tarde deste domingo, na Arena. Depois de um primeiro tempo sem graça e com muitas faltas, uma confusão com agressões e cartões vermelhos para Edílson e Rodrigo Dourado aos 14 do segundo tirou o brilho da partida, que teve recorde de público no estádio tricolor.

Confusão termiou com expulsão de Edílson e Dourado
Confusão terminou com expulsão de Edílson e Dourado

O resultado fez o time comandado por Renato Gaúcho chegar aos 48 pontos ganhos e cair para a nona posição. O ponto conquistado ajudou o time de Celso Roth a subir para a 14ª posição, somar 37 e abrir dois pontos em relação ao Vitória, primeiro clube na zona de rebaixamento.

O jogo marcou o recorde de público na casa gremista com um total de 53.287 pessoas (47.662 pagantes).

A LUTA, QUER DIZER, O JOGO

O primeiro tempo foi bastante disputado pelas equipes, mas com pouca criatividade. A marcação colorada anulou as principais jogadas tricolores.

Logo aos cinco minutos, Bolaños dominou a bola perto da lateral e foi pressionado por William. O equatoriano acertou o lateral na barriga e foi armada a confusão. A briga entre os dois veio de outro Gre-Nal, quando o jogador do Internacional deu uma cotovelada e quebrou o queixo do gremista.

A partida melhorou apenas aos 30 minutos, quando saiu o primeiro chute ao gol. O Inter levou perigo depois de finalização rasteira com o meia Valdivia, aos 37. Um minuto depois, Bolaños arriscou chute da entrada da área e Danilo agarrou sem problemas.

SEGUNDA GUERRA DO GRE-NAL

Na volta do intervalo, o Internacional quase abriu o placar logo aos seis minutos. Luan errou passe para Walace. Rodrigo Dourado foi até a área tocou para Vitinho, que chutou para fora.

Aos 15 minutos, o lance mais polêmico da partida. Kannemann fez falta em Valdívia e segura a bola. Vitinho se irrita e tenta tirar a bola do argentino e acerta as costas do jogador. Com a confusão no gramado, Edílson acertou três socos em Dourado. Depois de mais de oito minutos de paralisação, o juiz expulsou Edílson e Dourado, mas deu apenas amarelo para Vitinho.

Aos 43, o Inter ainda teve boa oportunidade. William cobrou escanteio e após bate rebate, a bola sobrou para o mesmo lateral, que tentou o chute, mas Grohe fez a defesa.

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Grêmio visitará o Figueirense no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, às 19h30. O Internacional receberá o Santa Cruz no Beira-Rio, em Porto Alegre, no sábado, às 18h30.

Antes disso, os times jogarão pelas semifinais da Copa do Brasil. A equipe tricolor enfrentará o Cruzeiro no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, nesta quarta-feira, às 21h45. NO mesmo dia e horário, o clube colorado receberá o Atlético-MG.

Comentários

comentários