Governo vai buscar parceria privada para investir R$ 50 mi e concluir Aquário do Pantanal

O governo de Mato Grosso do Sul já investiu cerca de R$ 200 milhões no Aquário do Pantanal, mas para concluí-lo precisa de ainda R$ 50 milhões, totalizando R$ 250 milhões, quase três vezes mais que o orçamento inicial, que era de R$ 84 milhões. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (5), pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB), em entrevista ao Bom Dia MS, da TV Morena.

Construção do Aquário do Pantanal foi retomada em abril mas foi paralisada novamente (Foto: Reprodução/TV Morena)
Construção do Aquário do Pantanal foi retomada em abril mas foi paralisada novamente (Foto: Reprodução/TV Morena)

Em meio a recessão econômica do país, em que para manter o equilíbrio de suas contas o governo do estado vem adotando uma política de austeridade e deve promover uma reforma administrativa para reduzir o número de secretarias, autarquias e fundações, cortando despesas, com o pagamento, por exemplo, de servidores comissionados, o Executivo Estadual procura uma parceira privada para fazer o investimento e terminar a obra.

Nesta segunda-feira (5), inclusive, foi publicado no Diário Oficial do estado, um termo da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul) que paralisa por 120 dias, contados a partir de 4 de outubro deste ano, o contrato com a construtora Egelte Engenharia, que é responsável pela obra do Aquário do Pantanal, e por consequência a própria obra.

As obras do empreendimento, conforme levantamento divulgado no início do ano, estão 95% concluídas. A construção havia sido retomada em abril deste ano, após ser solucionado um impasse entre o governo do estado e a Egelte, quando mesmo sem a previsão de quanto ainda seria gasto para concluí-la se projetava que demandaria 14 meses para sua entrega.

Obras
O Centro de Pesquisa e Reabilitação da Ictiofauna, conhecido como Aquário do Pantanal, foi lançado em 2011 pelo então governador André Puccinelli (PMDB). As obras começaram no mesmo ano.
Quando finalizado, o empreendimento será o maior aquário de água doce do mundo, com 6,6 milhões de litros de água, distribuídos em 24 tanques, com 7 mil animais de 263 espécies, entre elas peixes, jacarés e cobras. O Aquário do Pantanal deve incluir ainda um centro de pesquisa, com 1000 m² de laboratório e biblioteca digital.
Atraso
A primeira previsão divulgada pelo governo do estado em relação à inauguração do Aquário do Pantanal foi outubro de 2013. O prazo foi adiado para outubro de 2014 e depois para dezembro do mesmo ano, mas, mesmo com o adiamento, a obra não foi finalizada.
No dia 9 de dezembro, uma decisão da 3ª Vara de Fazenda Pública e de Registros Públicos de Campo Grande derrubou a liminar que desobrigava a Egelte a continuar a obra do Aquário do Pantanal.

Comentários