Governo prevê ganho de R$ 147 milhões com horário de verão

O Horário de Verão terá início à zero hora do próximo domingo (16). Isso quer dizer que na virada de sábado para domingo, o brasileiro terá de adiantar seu relógio em uma hora. Com a mudança, o sistema elétrico terá um ganho equivalente a R$ 147,5 milhões.

hv

Segundo o Ministério de Minas e Energia (MME), esse ganho representa o custo evitado em despacho de usinas térmicas, por questões de segurança elétrica, e atendimento à ponta de carga no período de vigência do Horário de Verão.

A mudança vale para as unidades da federação localizadas nas Regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste: Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Espírito Santo.

Os estados do Norte e do Nordeste estão fora do novo horário porque quanto mais próxima uma região é da linha do equador, menos eficiente é o Horário de Verão. Nesta edição, o relógio terá de ficar adiantado em uma hora até 19 de fevereiro de 2017.

Benefícios do Horário de Verão

O Ministério de Minas e Energia explicou ainda que um dos principais benefícios é o aumento da segurança operacional, decorrente da diminuição dos carregamentos na rede de transmissão.

Além disso, o Horário de Verão permite uma maior flexibilidade para a realização de manutenções e redução de cortes de carga em situações de emergência no sistema elétrico, também há redução dos custos de operação do Sistema Interligado Nacional (SIN).

Comentários

comentários