Governo lança programa de pequenos negócios para estimular o crescimento de empresas e do Estado

Um conjunto de ações promovidas pela parceria entre diversas entidades do setor produtivo de Mato Grosso do Sul e Governo do Estado, para estimular a criação de pequenos negócios, foi lançado na tarde desta quarta-feira (24), no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo em Campo Grande, pelo governador Reinaldo Azambuja.

24rei
O Propeq é o reconhecimento, por parte do Governo Estadual, da importância que os micro e pequenos empreendedores comenta o governador

O Programa Estadual de Apoio aos Pequenos Negócios (Propeq), prevê entre outros fatores a Lei Geral Estadual da Micro e Pequena Empresa, o Fórum Estadual Permanente da Micro empresa e Empresa de Pequeno Porte, desburocratização, tratamento tributário e fiscal diferenciado e acesso a mercados.

“É com satisfação que anunciamos esse programa estadual de apoio ao pequeno negocio. O Propeq é o reconhecimento, por parte do Governo Estadual, da importância que os micro e pequenos empreendedores individuais têm para a economia sul-mato-grossense. Apoiar os pequenos negócios significa criar condições para ampliar a geração de emprego, trabalho e renda no estado, é contribuir para aumentar a produtividade e competitividade dos negócios empresariais e, consequentemente, tornar nossa economia mais forte e principalmente mais resistente as crises”, discursou o governador.

“Mato Grosso do Sul foi o estado que mais gerou empregos em maio e com um fórum permanente com ações concretas que facilitem a vida do pequeno empreendedor vamos trazer essas pessoas para a formalidade”, declara Azambuja.

Uma das ações, de acordo com o secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico (Semade), Jaime Verruck, será a Rota do Desenvolvimento. O projeto que deve funcionar de forma análoga a Caravana a Saúde. Equipes levarão atendimentos quinzenalmente até os empreendedores nos 79 municípios do Estado com formação, qualificação e treinamento imediato. O início previsto é para o dia 24 deste mês em Nova Andradina.

Para a diretora técnica do Sebrae, Maristela França, a aliança estratégica vai garantir um maior índice de sobrevivência para as micro e pequenas empresas, “esse ambiente favorável vai nos permitir saber exatamente quais as reais necessidades desse público para que entrem e permaneçam no mercado”.

Luana Campos

 

Comentários

comentários