Governo grego pode fechar bancos nesta segunda-feira

Banco Central GregoO governo grego vai avaliar neste domingo (28) a adoção de controles de capital e o fechamento dos bancos do país na segunda-feira, informou o ministro das Finanças da Grécia, Yanis Varoufakis, à BBC Radio.

Em uma entrevista, Varoufakis disse que seu governo vai pesar ambas as decisões durante a noite, informou no Twitter Nick Sutton, editor do programa The World This Weekend, da BBC Radio 4.

O Banco Central Europeu (BCE) anunciou que vai manter sua provisão de Assistência de Liquidez Emergencial (ELA, na sigla em inglês) aos bancos gregos em seu nível atual, acrescentando que está trabalhando com o banco central grego para manter a estabilidade financeira. “O Conselho permanece pronto para reavaliar sua decisão.”

Mais de um terço dos caixas eletrônicos da Grécia ficaram desabastecidos neste sábado (27/6) depois que os gregos sacaram dinheiro temendo que o país saia da zona do euro.

Gregos fizeram filas do lado de fora dos caixas eletrônicos depois que o primeiro-ministro Alexis Tsipras convocou um referendo para discutir as propostas de austeridade exigidas pelos credores, no dia 5/7. O pagamento da parcela da dívida está marcado para o dia 30 de junho.

Cerca de 35% da rede de caixas eletrônicos – dois mil de um total de 5.500 equipamentos em todo o país – ficaram sem notas de euro em determinado momento do dia e depois foram reabastecidos, disseram as fontes.

Os bancos estavam trabalhando de forma coordenada com o banco central para manter a rede abastecida, afirmaram. O reabastecimento dos caixas geralmente demora de uma a duas horas por ponto, o que levou a longas filas em todo o país, disse uma das fontes.

O presidente do Banco Central da Grécia, Yanis Stournaras, prometeu neste domingo (28/6) fazer todo o possível “para garantir a estabilidade financeira” de seu país e impedir a falência da economia grega, de acordo com comunicado do BCE.

“O Banco da Grécia, como membro do Eurosistema, vai tomar todas as medidas necessárias para garantir a estabilidade financeira dos cidadãos gregos nestas circunstâncias difíceis”, informou Stournaras, citado no comunicado do BCE difundido após uma reunião de diretores da instituição.

Fonte: Jornal do Brasil

Comentários

comentários