Governo estadual distribui cobertores às 79 prefeituras

Da Redação/JN

Entre os critérios de prioridades estão a densidade populacional, característica de população indígena e quantidade de famílias em risco social.

Adquiridos pelo Governo do Estado, 80 mil cobertores vão aquecer a população carente dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul. A entrega foi feita na terça-feira (19) pelo governador Reinaldo Azambuja e pela primeira-dama, Fátima Azambuja, em uma cerimônia no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo, na Capital.

Estado entregue cobertores aos municípios (Foto: Reprodução/Governo)

O governador Reinaldo Azambuja destacou que é mais uma forma de atender a população que precisa se aquecer no inverno, além da Campanha do Agasalho dos servidores públicos. “Temos construído parceria com as 79 cidades. Essa entrega de cobertores mostra a nossa preocupação em atender aqueles menos assistidos, as pessoas em situação mais vulneráveis. O Governo investiu recursos próprios, comprou os cobertores, e será muito importante porque eles vão atender as famílias que mais precisam. É uma campanha que já vem de outros anos e se repete”.

Emocionada, Fátima Azambuja contou que conheceu uma mãe, no ano passado, que agradeceu por ganhar um cobertor para aquecer os cinco filhos. “De nada valem as grandes obras, se a população não está com saúde e com atendimento social”, resumiu.

A partilha entre os municípios foi organizada pela Sedhast (Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho), de forma proporcional ao número de famílias em situação de vulnerabilidade social, com base nos atendimentos dos Cras (Centros de Referência de Assistência Social).

Entre os critérios de prioridades estão a densidade populacional, característica de população indígena e quantidade de famílias em risco social.

“Neste momento, nós chegamos mais perto da população e daqueles que mais precisam”, afirmou a secretária Elisa Cleia, da Sedhast. Campo Grande recebeu 12 mil cobertores. “Infelizmente no nosso País existem irmãos que passam dificuldade. É mais que um evento, é um dever dos órgãos públicos”, disse o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad. Ele também elogiou o critério justo de distribuição dos cobertores de forma a atender todos os municípios, sem distinção.

Em Três Lagoas, os quatro mil cobertores irão aquecer 2.860 famílias que estão na extrema pobreza, segundo o prefeito Ângelo Guerreiro. A distribuição dos cobertores recebidos pela prefeitura acontecerá no dia 26 de junho. “No período da manhã vamos fazer a entrega às pessoas carentes no ginásio de esportes de Três Lagoas”, acrescentou a secretária municipal de Assistência Social de Três Lagoas, Vera Helena.

Comentários