Governo do Estado investirá R$ 3,5 mi em cursos da UEMS na área de Educação

Foto Divulgação
Foto Divulgação

O investimento de R$ 7,2 milhões, feito pelo Governo do Estado diretamente na graduação e na pós-graduação da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), vai impulsionar a melhoria e o desenvolvimento dos cursos da área de Educação. Do total, R$ 3,5 milhões serão repassados para as Licenciaturas e para os Mestrados Profissionais e Acadêmicos voltados para o Ensino.

O recurso será repassado por meio da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Mato Grosso do Sul (Fundect) à instituição. Os termos de outorga foram assinados pelo governador Reinaldo Azambuja durante solenidade realizada na última segunda-feira (11), em Campo Grande.

O reitor da UEMS, Fábio Edir dos Santos Costa, o investimento demonstra a importância que o governo de Reinaldo Azambuja dá para a Educação, com ênfase para a formação superior. “A gestão dos recursos se dará de forma a que cada coordenador de curso aplique naquilo que for prioridade, pois a descentralização facilitará a realização dos trabalhos”, explicou.

Hoje, os cursos da área de Educação já contam com cerca de R$ 3 milhões em recursos aprovados pela Fundect, R$ 2,2 milhões nos cursos de graduação e R$ 800 mil nos cursos de pós-graduação. Os próximos editais devem oferecer mais R$ 500 mil às Licenciaturas que ainda não foram contempladas.

Os recursos serão aplicados na aquisição de equipamentos, livros, viagens científicas em níveis nacional e internacional.

O Mestrado em Educação, da unidade de Paranaíba, usará o recurso para ampliar as atividades da Pós-graduação.  “Usaremos o recurso para ampliar a produção científica dos professores, com publicação em revistas; para formar redes de cooperação com instituições nacionais e internacionais, proporcionando mobilidade para professores e alunos”, destacou a coordenadora do Mestrado, Estela Natalina Mantovani Bertoletti.

Das 15 unidades da UEMS, 12 contam com cursos na área de Educação: Amambai, Campo Grande, Cassilândia, Coxim, Dourados, Ivinhema, Jardim, Maracaju, Mundo Novo, Naviraí, Nova Andradina, e Paranaíba.

De acordo com o vice-reitor da UEMS, Laércio Alves de Carvalho, o principal objetivo da parceria é elevar os níveis de ensino de graduação e de pós-graduação em todos os municípios. “No fim, o benefício é para toda a sociedade sul-mato-grossense”, destacou.

Comentários

comentários