Governo de MS abrirá 10 concursos públicos para PM e Bombeiros

Planejamento é ter concursos durante uma década com número fixo de novos militares

O governo de Mato Grosso do Sul irá fazer concurso público para novos policiais e bombeiros militares todos os anos. Não é apenas um compromisso de campanha, mas um planejamento da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) para o período de uma década.

Corpo de Bombeiros Militar (Foto: Divulgação )

“Vamos fazer concurso durante 10 anos ininterruptos com número fixo de militares: 450 policiais e 200 bombeiros, todo ano”, explicou o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que concorre à reeleição.

A intenção é repor o efetivo gradativamente, garantindo a segurança da população de Mato Grosso do Sul e evitando que um grande número de militares entre para a reserva de uma vez só.

O governo do Estado já realizou diversos concursos públicos, entre eles o da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), que empossou 438 servidores e tem outros 500 em curso de formação; da Polícia Civil, que integrou 72 delegados e 180 agentes, entre investigadores e escrivães; e, é claro, da PM e do Corpo de Bombeiros, que está em andamento com as 650 vagas.

Os concursos também abrangem outras áreas. A UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), por exemplo, já empossou 126 profissionais, entre técnicos e professores.

Para o segundo semestre deste ano, estão autorizados quatro certames nas áreas de Educação, Segurança Pública, Infraestrutura e Saúde e a previsão é de abertura de 2.333 vagas.

Somente na área da Educação serão 1.500 oportunidades: 1.000 para professores e 500 para as carreiras administrativas.

 

Comentários