Governo autoriza repasse de R$ 7 mi para cursos da UEMS

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Na próxima segunda-feira (11), às 14h45, no auditório da governadoria, em Campo Grande, o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, assinará o termo que autoriza o repasse de R$ 7 milhões para a Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS). participarão do evento. Participarão do evento pró-Reitores e Coordenadores dos cursos de Graduação, Pós-graduação e Centros de Pesquisa da instituição.

Segundo o reitor, Fábio Edir dos Santos Costa, é um momento marcante na história da instituição que, pela primeira vez, contará com esse modelo de investimento, beneficiando diretamente todos os cursos de graduação, mestrado e doutorados da Universidade.

O recurso, que será repassado pela Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Mato Grosso do Sul (Fundect), será investido em projetos contemplando demandas específicas elencadas por cada curso. Ao todo, foram aprovados 63 projetos, sendo 50 para cursos de graduação e 13 para cursos de pós-graduação (Mestrado e Doutorado), com valor mínimo de R$ 80 mil e máximo de R$ 200 mil, de acordo com cada projeto. “O investimento é um indicativo de sucesso da parceria entre UEMS e Governo do Estado”, afirma o reitor.

Os projetos são voltados para promoção das atividades de ensino, pesquisa e extensão e alcançam os 15 municípios que contam com unidades da UEMS: Amambai, Aquidauana, Campo Grande, Cassilândia, Coxim, Dourados, Glória de Dourados, Ivinhema, Jardim, Maracaju, Mundo Novo, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba e Ponta Porã. Outros projetos serão contemplados em segundo edital, previsto para ser publicado ainda em 2016.

O principal objetivo da parceria é fomentar propostas que visem consolidar ações de ciência, tecnologia e inovação no Estado, além da qualificação e elevação dos níveis de ensino de graduação e de pós-graduação. “No fim, o benefício é para toda a sociedade sul-mato-grossense”, destaca o vice-reitor da UEMS, Laércio Alves de Carvalho que acompanha desde o início a tramitação do investimento.

A parceria prevê também intercâmbios intra e interinstitucionais, entre UEMS, Governo do Estado e Fundect, além de intercâmbios nacionais e internacionais.

Comentários

comentários