Governo apresenta R$ 200 milhões investidos como ‘presente’ de aniversário à Capital

Euller-1
Fotos: Chico Ribeiro – Noticias MS

O governo do Estado apresenta ‘seu presente’ a Campo Grande, pelo aniversário de 117 anos que ocorre nesta sexta-feira (26), em uma balanço de investimentos feitos nos últimos meses na Capital. A soma da administração estadual chega a R$ 200 milhões aplicados, seja de forma direta ou indireta, em diversas áreas da cidade. Nesta comemoração de 26 de agosto, o município que é sede do Estado e Governo de Mato Grosso do Sul, naturalmente recebe maiores recursos, mas que neste período da atual gestão, com 20 meses, pode contabilizar maior volume de melhorias na saúde, educação, segurança pública, infraestrutura e milhares de casas populares, conforme ‘pacote comemorativo’ a data entregue pelo Executivo estadual.

O governador Reinaldo Azambuja comemora o montante da aplicação dos investimentos, nas cinco principais áreas que atingem diretamente a população, que incluem obras atuais, como muitas que estavam quase finalizada pela gestão, mas que tiveram que ser acabada pela atual administração, como ainda em recursos de contrapartida do Estado em programas do Governo Federal, como ‘Minha Casa, Minha Vida’. O chefe do Executivo estadual aponta os novos projetos e quer a cada aniversário uma Capital mais desenvolvida.

“Nesse pouco mais de um ano e meio de gestão, os 853.622 habitantes (IBGE 2015) da Cidade Morena receberam melhorias na saúde, educação, segurança pública, infraestrutura e milhares de casas populares. Nasci nessa cidade e tenho orgulho de ser campo-grandense. Terra de um povo alegre e trabalhador, que sempre recebe as pessoas de braços abertos. Nesse nosso período de Governo pudemos dar melhor qualidade de vida à população, com aberturas de novos leitos de UTI, programas como o Caravana da Saúde, MS Mais Seguro, melhorias na Educação, entre diversos outros. E enquanto estiver no cargo de governador, vamos continuar fazendo mais, ajudando colocar a casa em ordem, para que Campo Grande se desenvolva cada vez mais”, declarou Reinaldo.

Programa MS Mais Seguro garante R$ 78,8 milhões em Segurança Pública
Programa MS Mais Seguro garante R$ 78,8 milhões em Segurança Pública

Os dados do governo com a aplicação dos R$ 200 milhões em investimentos, incluíram que o Estado abriu de leitos e equipou hospitais a asfaltamento de algumas ruas já realizados, como os recentes lançamentos e inicio de ampliação e melhoria de avenida & rodovia, que em parte seriam de competência da Prefeitura.

R$ 200 milhões divididos

Conforme dados, o Governo de MS mantém investimentos em todas os hospitais de Campo Grande. Em 2015, foram abertos 10 novos leitos de UTI Adulto no Hospital Regional que somados aos 20 já existentes, totalizam 30 leitos, com investimento mensal de cerca de R$ 1,5 milhão. Na maternidade Cândido Mariano, o Governo custeia 10 UTIs Neonatais, com repasse mensal de R$ 193 mil. Recentemente, oito novos leitos foram ativados no hospital do Câncer Alfredo Abrão, totalizando 12 leitos mantidos pelo Estado. Está programado, para setembro, a entrega de outros leitos de urgência e emergência, totalizando 20 novos leitos, com investimentos mensal de R$ 900 mil. O Governo possibilitou ainda a conclusão do subsolo, área destinada a exames e laboratório, e o térreo, onde funcionará a administração e consultórios do hospital, destinando recursos de R$ 1,2 milhão.

Outra unidade hospitalar que conta com apoio da gestão estadual é o Hospital São Julião. Foram destinados R$ 378 mil em recursos próprios para pavimentação do acesso à nova ala do Hospital do São Julião – com 22 leitos. Além da obra de infraestrutura, o Estado doou 22 camas fawler para o CCI e 800 itens hospitalares para o bloco cirúrgico do Hospital. De R$ 150 mil, em 2015, o repasse de custeio passou para R$ 750 mil mensais para o funcionamento dos 22 novos leitos.

Isso tudo sem falar do maior programa de reestruturação da saúde no Estado, o Caravana da Saúde, que realizou 22 mil cirurgias entre oftalmológicas e procedimentos de alta complexidade, 200 mil procedimentos, totalizando 100 mil pessoas atendidas. Foram mais de R$ 19 milhões em investimentos na melhoria da qualidade de vida da população campo-grandense.

Além disso, outros 128 novos leitos de UTI serão inaugurados até dezembro de 2016; a melhoria ocorrerá com conclusão do Hospital do Trauma, orçada em R$ 8,44 milhões, sendo R$ 1,6 milhões do Governo de MS. Há ainda a implantação da Central Estadual de Laudos Técnicos de Exame por Imagem – em fase de elaboração de edital – com investimento próprio de R$ 6 milhões; a implantação das Organizações Sociais para gerenciamento de hospitais públicos na Capital, já em andamento no interior do Estado; e Implantação do Complexo Regulador Estadual da SES/MS.

CG1Infraestrutura

O governo investiu quase R$ 22 milhões para concluir obras pavimentação e saneamento na Capital. Entre as principais, há destaque para a conclusão do asfalto do bairro Aero Rancho, dentro do Programa Obra Inacabada Zero. O bairro recebeu as obras que contemplaram três setores, pavimentando 104.573 metros quadrados de ruas e 8.308 metros de sistema de drenagem.

A pavimentação asfáltica e drenagem de águas pluviais também contemplou o Polo Empresarial Miguel Letteriello, saída para Cuiabá, iniciadas em 15 de agosto, com investimento de R$ 1,7 milhão. “A obra é emblemática porque além de melhorar o transporte na região e minimizar problemas com a poeira, representa o surgimento do primeiro polo 100% asfaltado no Estado”, comenta o governador.

A lista de melhorias traz ainda a recuperação e duplicação da Euler de Azevedo. A formalização para o início das obras foi feita no último dia 27 de julho. Serão readequados 4,5 quilômetros de extensão, com duas frentes de trabalho para dar agilidade à obra que receberá investimentos da ordem de R$ 14,7 milhões. As obras na parte da MS-080 – que passa por dentro da Capital – iniciam próximo ao Centro de Pesquisas da Agraer (Cepaer).
Governo entrega mais de duas mil moradias

As habitações populares para Campo Grande também se tornaram uma realidade, vindas pelo programa ‘Minha Casa, Minha Vida’, com a participação do Estado, em recursos que garantiram a construção de 2.066 moradias. Foram entregues os residenciais Rui Pimental I e II e Jardim Canguru (em execução) e os oito já inaugurados Celina Jallad e Chácara Buriti. Para a execução das obras, o Governo aplicou R$ 10,4 milhões de contrapartida em recursos próprios, dentro dos programas habitacionais.

Policiais receberam nova sede com melhor infraestrutura / Foto: Chico Ribeiro
Policiais receberam nova sede com melhor infraestrutura / Foto: Chico Ribeiro

Segurança Pública

No ano passado de Governo, foi atendido uma antiga reivindicação da categoria e se autorizou em agosto de 2015 a mudança das instalações do Centro Especializado de Polícia (Cepol), da avenida Ceará para o bairro Tiradentes. Foram investidos R$ 200 mil em equipamentos e mobiliário para o novo prédio de 2 mil metros quadrados. O novo espaço abriga aidan cinco unidades de Delegacia Especializada – Dedfaz – Deaiji – Deops – Polinter – DEH. Já foram entregues por meio da ação, 74 novas viaturas – 60 para a Polícia Militar e 14 para o Corpo de Bombeiros e 230 novas armas para os policiais militares.

Além disso, Campo Grande está inserido no Programa de investimentos “MS Mais Seguro”. Estão sendo destinados R$ 96,4 milhões para a estruturação do Corpo de Bombeiros e das polícias Civil e Militar. Dos recursos garantidos pelo programa, R$ 78,8 milhões são próprios do Governo do Estado. Outros R$ 15,9 milhões são do Governo Federal e emendas parlamentares estaduais (R$ 1,6 milhão e federais (R$ 30 mil).

Educação 

A Rede Estadual de Ensino mantém 84 escolas em Campo Grande, com um total de 60 mil alunos, conforme dados do censo escolar 2015. Neste ano, o governo de MS investiu R$ 11,5 milhões somente na Capital, para garantir uniformes, material didático, merenda e locais adequados para a prática do ensino. Foram R$ 3 milhões em kits escolares, R$ 1,2 milhão em uniformes, R$ 1,9 milhão em merenda escolar e R$ 5,5 milhões em obras de infraestrutura.

UEMSTrazendo já do segundo semestre de 2015, a conclusão das obras da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, que passou a funcionar em prédio próprio, construído com recursos de quase R$ 42 milhões, no último mês de julho, mais R$ 7 milhões foram viabilizados para a instituição para projetos de pesquisa e extensão, por meio da Fundect.

Atualmente, Campo Grande figura como 9ª melhor cidade do Brasil para se viver. O levantamento Melhores Cidades do Brasil faz parte do ranking inédito lançado pela Revista Isto em 2015. Para chegar aos resultados a revista criou o IISD (Índice de Inclusão Social e Digital), analisando 212 indicadores sociais, obtidas por meio de chamadas fontes primárias públicas, como IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), STN (Secretaria do Tesouro Nacional), Datasus, Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, entre outras.

Comentários

comentários