Governo adia início das aulas do Pronatec pela terceira vez no ano

PronatecO início das aulas do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) foi adiado pela terceira vez este ano. Marcado, após os primeiros adiamentos, para 27 de julho, o começo dos cursos agora está previsto para o período de 3 a 31 de agosto. As inscrições serão abertas na segunda-feira, dia 29. É a quarta data determinada pelo governo para o início dos cursos da categoria Bolsa Formação, principal braço do Pronatec.

A primeira previsão era de que as aulas começariam em 7 de maio. Alegando que o orçamento da União ainda não havia sido aprovado, o Ministério da Educação (MEC) decidiu então adiar para 17 de junho. Em seguida, ficou definido que seria em 27 de julho. Agora, a data para início das aulas foi dilatada ao longo do mês de agosto, conforme o edital de inscrições publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira (26).

O prazo para concorrer a uma das vagas vai até 3 de julho. O resultado da primeira chamada sairá em 07 de julho. Os cursos técnicos do Pronatec que serão oferecidos a partir de segunda-feira são ministrados por instituições do Sistema S, institutos públicos de educação profissional e instituições privadas de ensino superior e de educação tecnológica.

Devido ao ajuste fiscal, o governo tem enfrentado dificuldades para custear o Pronatec, uma das bandeiras da campanha de reeleição da presidente Dilma Rousseff. Criado em 2011, o programa registrou 3 milhões de matrículas no ano passado. A previsão para 2015 é de um terço desse montante: cerca de um milhão de vagas.

A meta da presidente Dilma Rousseff é chegar a 2018 com 18 milhões de matrículas no Pronatec.

De 2011 a 2014, o programa matriculou 8 milhões de brasileiros, nas diversas modalidades ofertadas, atingindo a previsão prometida no primeiro mandato de Dilma.

Matrículas no Pronatec:
2014 – 3 milhões
2013 – 2,7 milhões
2012 – 1,6 milhão
2011 – 770 mil

Fonte: MEC

Comentários

comentários