Governador sobrevoa os 7 municípios mais atingidos pela chuva

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) irá sobrevoar Amambai e municípios da região, nesta segunda-feira (07). O objetivo é observar os estragos provocados pelas chuvas dos últimos dias, nos municípios, Reinaldo sobrevoará Amambai,Tacuru, Iguatemi e Navirai.

Avenida Rachid Neder com Ernesto Geisel, na ponte da Eça de Queiróz
Avenida Rachid Neder com Ernesto Geisel, na ponte da Eça de Queiróz

Segundo agenda, a primeira parada será em Ponta Porã às 9h10 para abastecimento da aeronave. Às 10h40 o governador confere as áreas mais afetadas na região de Amambai e às 12h é a vez de Tacuru onde há mais erosão. Às 13h10 outra parada em Iguatemi para abastecimento, retomando voo para Naviraí às 14h20. Uma hora depois o último destino é Dourados para reabastecimento do avião e retorno a Campo Grande.

Nos seis primeiros dias de dezembro, alguns municípios de Mato Grosso do Sul já registram mais de 50% do total de chuvas esperado para o mês, segundo o Centro de Monitoramento do Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos (Cemtec). A previsão é de mais chuvas durante toda a semana.

Conforme o Cemtec, do dia 1º até as 9h deste domingo (6), Campo Grande registrou 59,6 mm de chuva. O acumulado do mês representa 26,5 da média histórica, que é de 224,9 mm. No sábado, as fortes chuvas causaram alagamentos e diversos estragos na Capital.

Os municípios da região sul do estado continuam sendo os mais afetados pelas fortes chuvas. Até a manhã deste domingo, Juti já registrou acumulado de 142,6 mm de chuvas, que representa 74% da média histórica para o mês, de 191,3 mm. Em Bela Vista, o acumulado é de 115,6 mm, com média de 180,5 mm no mês; Ponta Porã tem acumulado de 110 mm com média de 183,7, Sete Quedas 75,4 mm e média de 178,8 mm.

Também foram registrados grande volume de chuvas em Jardim (71,8 mm), Dourados (65,4 mm) e Itaquiraí (55,8 mm).

As chuvas já causaram diversos estragos no Estado e 14 municípios já decretaram situação de emergência. Só neste domingo, uma ponte que liga Guia Lopes da Laguna a Jardim foi interditada e uma barragem se rompeu em Caarapó, destruindo a represa do balneário municipal.

Na semana passada o Executivo decretou situação de emergência em Amambai, Aral Moreira, Caarapó, Coronel Sapucaia, Eldorado, Iguatemi, Itaquirai, Japorã, Juti, Naviraí, Novo Horizonte do Sul, Paranhos, Sete Quedas e Tacuru. As respectivas prefeituras já haviam feito o decreto, mas para angariar recursos federais à recuperação das áreas o Estado fez o mesmo.

Pelo menos 23 pontes foram danificadas, sendo 21 municipais e duas estaduais. Outras 43 rodovias sofreram estragos e somente três são de responsabilidades do Estado. Sem prazo estipulado, a Secretaria Nacional de Defesa Civil irá avaliar o possível reconhecimento da situação de emergência e o provável encaminhamento de verba federal para Mato Grosso do Sul.

Comentários

comentários