Governador mantem reajuste zero e categorias não descartam greve

Representantes de 16 sindicatos se reuniram na manhã de hoje(22) com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) para discutir a questão do reajuste salarial dos servidores. O governador confirmou o reajuste zero por conta da queda na arrecadação no estado. Ele alega que o reajuste já foi concedido em dezembro de 2014 e por conta disso não vai haver um novo aumento em maio.

Alexandre Barbosa, um dos coordenadores do Fórum Estadual dos Servidores e presidente do Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol), afirmou não haver avanço na negociação de reajuste, uma vez que o governo afirma já o ter concedido em dezembro do ano passado. Mesmo que assegure que o diálogo será mantido, o líder sindical anunciou a manutenção de panfletagem e passeata na próxima semana em Campo Grande. “Não queremos greve, mas mantemos nosso posicionamento”.

Das 16 categorias representadas pelo Fórum dos Servidores, ao menos quatro delas teriam indicativo de greve e outras não descartam adotar essa medida se o reajuste salarial não se tornar realidade. Caminho semelhante deve ser seguido pela Federação dos Servidores Estaduais e Municipais de Mato Grosso do Sul, que agrega outros 12 sindicatos.

Em relação a greve, o governador considera ser uma opção de cada categoria, porém anunciou que “o governo vai tomar as medidas que entende ser necessárias para o funcionamento dos serviços, sobretudo os essenciais”., garantiu.

 

Comentários

comentários