Governador diz que reforma trabalhista contribui para aumento de emprego

Da Redação/JN

O governador Reginaldo Azambuja disse que a reforma trabalhista, aprovada pela Câmara dos Deputados, “moderniza a relação capital e trabalho”, fundamental para estancar a taxa de desemprego no País. “Respeito as posições contrárias, mas a reforma não tira nenhum direito do trabalhador, pelo contrário, é um avanço, moderniza a legislação e garante emprego aos trabalhadores”, afirmou.

Para o governador, mudança na legislação diminui desemprego, assegura todos os direitos do trabalhador e moderniza relação capital e trabalho

O governador comentou a reforma trabalhista nesta terça-feira de manhã, em entrevista à imprensa durante a cerimônia de lançamento da campanha de vacinação contra a febre aftosa.

Reinaldo disse que não identificou no novo texto da legislação trabalhista nenhum artigo que prejudica a classe trabalhadora. “As mudanças modernizam a legislação e garante os direitos dos trabalhadores, vai gerar mais emprego, então, não vejo nada que prejudica”, ressaltou Reinaldo Azambuja.

De acordo com o texto, que ainda deve ser aprovado pelo Senado, a contratação de temporários e terceirizados também fica mais flexível e empresários e trabalhadores poderão negociar coletivos livremente.

No fim da mensagem, o presidente ressaltou que o cenário econômico está recuperando a confiança. Com isso, o País poderá comemorar a abertura de mais empregos brevemente. Para o governador, setores produtivos já dão sinais de retomada do crescimento em razão dos ajustes na legislação.

Comentários