Governador convoca coletiva para dar novas explicações sobre delação dos irmãos Batistas da JBS

Lúcio Borges

Reinaldo Azambuja conversa com Márcio Monteiro, que é Secretário da Fazenda (Foto: Chico Ribeiro )

O governador Reinaldo Azambuja irá falar ‘oficialmente’ na tarde desta segunda-feira (22) sobre o caso que envolveu seu nome e governo, no escândalo nacional revelado na última quarta-feira, pelos empresários donos do grupo JBS. Apesar de já ter comentado o assunto, pelos Meios de Comunicação, e, mesmo ter distribuído nota oficial, na sexta-feira passada, como Página Brazil noticiou, o atual chefe do Executivo, está convidando a imprensa para hoje, dar novas explicações sobre a suposta propina recebida na área fiscal e de arrecadação do Estado, em sua administração. O empresário Wesley Batista, afirmou que Azambuja teria continuado pratica vinda dos dois últimos governos de Andre Puccinelli e José Orcírio Miranda dos Santos.

Assim, o convite vem descrito que “Governo do Estado de Mato Grosso do Sul convida os jornalistas para coletiva de imprensa nesta segunda-feira (22), às 16h, no prédio da Governadoria, em Campo Grande. Na oportunidade, o governador Reinaldo Azambuja irá fazer esclarecimentos dos fatos acerca das declarações do empresário Wesley Batista, do grupo JBS, na delação da Lava Jato”.

O governador refuta as acusações contra ele, como também sobre os acordos de incentivos fiscais firmados em sua gestão. Azambuja ressalta que todos foram feitos com objetivo de gerar emprego e tornar o cenário igualitário para tornar o Estado mais atrativo aos investidores.

Azambuja, como o Página Brazil divulgou no último sábado (20), pela imprensa em Doruados, chamou de leviana e mentirosa a citação de seu nome na delação de um dos donos da JBS, Wesley Batista, que afirmou à procuradores da República ter negociado diretamente com o chefe do Executivo sul-mato-grossense para o pagamento de propinas.

Serviço

A coletiva de Imprensa que está marcada para hoje, tem o horário de inicio para as 16 horas, no  prédio da Governadoria – Avenida do Poeta Manoel de Barros, s/n – Parque dos Poderes.

Comentários