Governador confirma que União irá conceder 262 e 267 à iniciativa privada

O governador Reinaldo Azambuja confirmou, nesta segunda-feira (8), que a presidente Dilma Rousseff incluiu as rodovias BRs 262 e 267 no novo plano de concessões do governo federal, que será anunciado nesta terça-feira (9).

As rodovias devem ser duplicadas e os motoristas pagarão pedágio, assim como na BR-163. As duas rodovias ligam Mato Grosso do Sul ao estado de São Paulo, a BR-262 corta o estado chegando a Corumbá na fronteira com a Bolívia, e a BR-267 dá acesso a fronteira com Paraguai, em Porto Murtinho.

Governador se reúne hoje com a presidente Dila
Governador se reúne hoje com a presidente Dila

Apesar da possibilidade de pedágio em mais duas estradas federais do Estado, o governador é a favor da privatização. “Dinamiza a economia e da mais segurança no tráfego”, justificou.

A concessão de rodovias será tema de reunião entre o governador Reinaldo Azambuja e a presidente Dilma Rousseff. Os dois se encontram nesta terça-feira (9), em Brasília (DF),

CONCESSÕES

Ainda durante o anúncio do pacote de concessões, Reinaldo espera novidades sobre o início das obras da ferrovia Norte/Sul. A estimativa é de que vai injetar na economia brasileira entre R$ 130 bilhões e R$ 190 bilhões.

O projeto, que liga o Estado com o restante do Brasil e com países do Mercosul, é fundamental por garantir logística, um dos principais gargalos para o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul. Na primeira porta, ela vem de São Paulo entra pelo município de Brasilândia e segue pelas cidades de Santa Rita do Pardo, Bataguassu, Nova Andradina, Angélica, Deodápolis, Dourados e Maracaju. Depois segue para Mundo Novo com direção ao Paraná, chegando ao porto de Paranaguá.

Comentários

comentários