Golpe do boleto está em curso na Capital já em larga escala, alerta CDL

Lúcio Borges

O ‘boleto falso’, mas com aparência de real, é um novo ou nem tanto inovador golpe que está em curso na Capital, sendo até já considerado em larga escala. A ação criminosa que está ocorrendo na cidade, provocando grandes prejuízos, fez com que a CDL-CG (Câmara de Dirigentes Lojistas de Campo Grande), tratasse do assunto oficialmente, admitindo a gravidade dos golpes e com isto também partiu a fazer um alerta a toda população. A entidade emitiu aos campo-grandense, em especial aos lojistas, que o golpe está sendo aplicado utilizando o pagamento de boletos falsos, nos mesmos moldes que o aplicado por uma quadrilha presa em Brasília recentemente. Um pequeno levantamento mostra, que pelo menos R$ 3 milhões já é um dado do roubo.

O presidente da CDL CG, Adelaido Vila, divulgou que até um próprio lojista recebeu um e-mail (veja abaixo), onde o golpe consiste na troca do boleto original, por um dos estelionatários. “Você recebe um boleto correto para o pagamento, em seguida chega uma mensagem fraudada, que pede para que seja desconsiderado o e-mail com o boleto anterior, pois, segundo o e-mail com o golpe, ocorreram problemas técnicos no programa de faturamento de Nota Fiscal eletrônica, havendo divergência na base de cálculos da alíquota de ICMS/Pis e que a cobrança foi com valor maior”, explica.
O dirigente ainda menciona que o e-mail com o golpe ainda traz a mensagem de que, como forma de corrigir o suposto erro do programa, haverá uma bonificação, com um crédito para a nova duplicata. “Após essas informações, orienta que o boleto (verdadeiro) deve ser desprezado e que deve ser pago o boleto anexo à mensagem, concluindo assim o golpe”, disse Vila.
A mensagem é bem elaborada e passa a impressão de que o erro no programa financeiro é verdadeiro. Segundo o lojista que recebeu os boletos, os golpistas estão se utilizando do nome de várias empresas para aplicar o golpe.
Alerta
Vila, ressaltou a importância de alertar as pessoas quanto ao golpe. “Precisamos estar atentos, pois é um novo golpe que apareceu em nosso município e as pessoas precisam estar alertas para não serem mais uma vítima desses golpistas, que só querem prejudicar quem trabalha honestamente”, disse.
O presidente da CDL informou que irá comunicar à polícia civil para que sejam tomadas as providências.
Em Mato Grosso do Sul, fraudes com o pagamento de boletos falsos resultaram em prejuízo de pelo menos R$ 3 milhões a empresas. Isso quando considerado somente o levantamento de uma empresa de cibersegurança. Assim, especialista dá dicas de como evitar o golpe.

Comentários