Goleiros brilham no empate sem gols entre Comercial e Ivinhema

Os atacantes de Comercial-MS e Ivinhema passaram em branco na tarde deste domingo, em Campo Grande. Mas o dia era mesmo de os goleiros brilharem. Neste 26 de abril, Dia do Goleiro – data que homenageia o saudoso Manga -, Martins e Paulo Vitor acabaram como protagonistas do empate sem gols no primeiro jogo da final do Campeonato Sul-Mato-Grossense. Eles fizeram duas defesas difíceis para cada lado, e mantiveram o placar inalterado no estádio Jacques da Luz, diante de um público de 2.826 torcedores.

Lance entre Comercial-MS e Ivinhema no Jacques da Luz (Foto: Alexandre Cabral/TV Morena)
Lance entre Comercial-MS e Ivinhema no Jacques da Luz (Foto: Alexandre Cabral/TV Morena)

O Ivinhema, dono de melhor campanha que o rival, leva para casa a vantagem de jogar por novo empate para ser campeão estadual. Ao Comercial-MS, só cabe vencer o adversário dentro do Saraivão. A finalíssima será disputada no próximo domingo, às 15 horas, em Ivinhema.

O jogo

Os donos da casa apostaram na tática do “abafa” para arrancar um gol logo de cara, mas sem sucesso. A forte marcação e a vontade de balançar as redes eram as principais características de um Comercial-MS disposto a sair do Jacques da Luz com a vitória a qualquer preço.

Emparedado em seu campo de defesa, o Ivinhema teve dificuldades para ameaçar o rival. Só que as chances de gol eram escassas para ambos os lados, e quando surgiam, paravam nas mãos dos arqueiros. Na primeira etapa, a melhor chance foi do colorado Matheus, desviando de cabeça. Paulo Victor demonstrou que estava atento e impediu o gol colorado (confira no vídeo acima).

O Ivinhema voltou ligeiramente melhor na segunda etapa e por duas vezes teve chance de marcar. Só não contavam com a atuação inspirada de Martins, que fez duas importantes defesas: a primeira aos 24, na cobrança de falta de Carlos Júnior. A outra aos 32, contra Lucas Tocantins.

Quando a partida estava nos acréscimos, o Comercial-MS teve a melhor das oportunidades com Luan. O atacante ficou com a sobra na grande área e chutou prensado sobre a zaga do Azulão. Paulo Vitor teve de se desdobrar para sair de Campo Grande com a vantagem do empate no jogo de volta (confira a defesa no vídeo acima).

GloboEsporte.com

Comentários

comentários