Goleando preconceito! A feijoada venceu a pizza; Brasil bate Itália por 3 a 1 e joga com vantagem na final

Nós assistimos a seleção feminina, e como diria Rita Lee, agora só falta você!

A seleção brasileira feminina continua 100% no Torneio Internacional de Manaus. Nesta quarta, às 21h15 (de MS), na Arena da Amazônia, em Manaus, mesmo classificada para a final da competição, bateu a Itália por 3 a 1 e entrará em campo na disputa pelo título, no domingo, com a vantagem do empate contra as próprias italianas. Os gols brasileiros foram marcados por Andressinha, Debinha e Elisa (contra). A Azzurra descontou com Parisi, de pênalti.

GE

Com o resultado, o Brasil termina a fase de classificação em primeiro lugar, com nove pontos, 100% na primeira fase. A Itália termina a segunda fase em segundo lugar, com duas vitórias e um empate. A final entre brasileiras e italianas ocorre no próximo domingo, dia 18, às 15h45 (de MS), na Arena da Amazônia.

Pizza de gols

Brasil e Itália entraram em campo em busca da liderança na primeira fase e, consequentemente, a vantagem do empate na decisão. O resultado não poderia ser outro: um duelo muito equilibrado. Nos primeiros 20 minutos, a seleção brasileira controlou a posse de bola, mas a equipe europeia, compactada, dificultou as investidas do Time Canarinho. Aos poucos, as atletas brasileiras foram perdendo a paciência, rifando muitas bolas e errando passes bobos no meio de campo.

Até que, em um falha rara do setor defensivo italiano, Bia fez bonita jogada individual pela ponta esquerda e cruzou na cabeça de Andressinha. A baixinha, a la Romário, se desvincilhou da zagueira e cabeceou para o fundo das redes. A Itália respondeu quatro minutos depois. Após escanteio, Bonasea recebeu passe na entrada da área e, livre, chutou forte, para ótima defesa de bia. A bola ainda bateu na trave antes de sair pela linha de fundo. Quando pintava vitória parcial do Brasil na primeira etapa, Bruna derrubou Bonasea na área, e Parisi igualou o marcador.

Feijoada de Alegria

O treinador Antônio Cabrini fez duas mudanças logo no intervalo. Ele sacou Guaccamo e Elena para colocar Bergamachi e Elisa. Nos primeiros 10 minutos, a substituição não surtiu efeito, e a partida seguiu da mesma forma que no primeiro tempo: o Brasil controlava a posse de bola, enquanto as italianas mostravam bom desempenho defensivo. Tentando mudar o jogo, foi a vez de Emily mudar. Para dar mais velocidade e, principalmente, entrosamento, ela colocou Debinha e Tamires nos lugares de Chu e Camila, respectivamente. E ao ritmo do jogo ruim, as mudanças continuavam nos elencos.

O primeiro chute ao gol ocorreu apenas aos 21 minutos, novamente após jogada individual da Bia. A atacante carregou pelo meio e deu passe na profundidade para Tamires. A lateral ficou na dúvida se chutava forte ou encobria a goleira e acabou fazendo uma coisa nem outra. Aos 30, Formiga encontrou espaço na defesa adversária e tocou para Fabiana, livre para cruzar. A camisa 2 jogou na área, e Elisa, que acabara de entrar, marcou contra. O Brasil administrou o resultado até o fim, quando, nos acréscimos, Debinha recebeu cara a cara com a goleira e fechou o caixão italiano.

Comentários