Golaço de Robinho define freguesia tricolor em 2015

No duelo entre São Paulo e Palmeiras pelo Campeonato Paulista, Rogério Ceni se equivocou ao sair jogando e a bola sobrou para Robinho, que matou no peito e arriscou, marcando um golaço. Neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro, a história praticamente se repetiu: o capitão são-paulino errou e deu um presente para o meia palmeirense, que novamente encobriu o goleiro. O primeiro duelo terminou 3 a 0 a favor do Verdão, enquanto o do último domingo acabou empatado por 1 a 1.

Rogério Ceni falhou no gol do Palmeiras Foto: Maurício Rummens /Fotoarena/Folhapress
Rogério Ceni falhou no gol do Palmeiras Foto: Maurício Rummens /Fotoarena/Folhapress

Após a partida e ainda empolgado com o gol marcado nos acréscimos, Robinho comemorou o gol importante para o Verdão.

“Fizemos um dos nossos piores jogos no Brasileiro, apesar de o Marcelo (Oliveira) ter cobrado muito a gente. O jogo não estava para nós, fico feliz de ter acertado de novo aquele chute. Nem sei o que falar, estou feliz para caramba”, disse o meia.

Com o segundo gol por cobertura sobre Rogério Ceni, Robinho já se consolidou como carrasco do capitão são-paulino. O próprio jogador reconhece a importâncias dos gols sobre o ídolo tricolor.

“Estou feliz demais pelo gol. É importante fazer um gol em um dos últimos jogos do Rogério Ceni contra o Palmeiras. Vai ficar na história”, afirmou Robinho.

Companheiro do meio-campista, o atacante Rafael Marques brincou com a situação.

“Falam que o raio não cai duas vezes na mesma cabeça. Mas veja só o que aconteceu”, disse o jogador.

Ao evitar a derrota, o Palmeiras manteve a escrita de algoz do São Paulo na temporada. Em três partidas disputadas entre as equipes, o Verdão soma 8 a 1 no placar agregada. A primeira vitória foi o 3 a 0 no Paulistão. Na sequência, o Alviverde aplicou uma goleada ainda maior no primeiro turno do Brasileiro: 4 a 0. O último dos confrontos foi o 1 a 1 deste domingo.

Ainda há a possibilidade de as equipes voltarem a se enfrentar neste ano. Os dois times ainda estão na Copa do Brasil e, caso avancem, se encontrarão na decisão. Se isso ocorrer, acontecerá um dos dois cenários: ou o São Paulo se redime e conquista o título inédito, ou o Palmeiras termina o ano como carrasco do rival e, de quebra, ainda levanta uma taça de campeão.

BAND

Comentários

comentários