Goiás bate o Vila Nova de novo e confirma 27º título Estadual

Gazeta Esportiva. com

ão bastasse vencer o primeiro duelo da final por 3 a 0, o Goiás voltou a ser melhor que o Vila Nova na grande decisão do Campeonato Goiano na tarde desse domingo e confirmou o título depois de mais uma vitória, dessa vez por 1 a 1, no lotado estádio Serra Dourada. Com isso, o Esmeraldino amplia ainda mais sua vantagem na ponta do ranking Estadual como o time com mais taças da competição: 27 ao todo. Já o Vila Nova segue amargando o jejum de título que já perdura por 12 anos.

No clássico desse domingo, o calor se tornou talvez o principal fator de dificuldade para ambos os times. Com a temperatura muito alta, tanto Goiás quanto Vila Nova fizeram um início de jogo sem grandes emoções, que também se justificavam pela intenção do Goiás em querer deixar o tempo passar.

Mesmo assim, o Esmeraldino foi melhor na primeira etapa. Aos 19, Jean Carlos por pouco não abriu o placar depois de forte finalização de fora da área. Elisson não conseguiu segurar, mas a defesa do Tigre afastou. Aos 31, o árbitro Eduardo Tomaz paralisou o duelo para uma parada para hidratação dos atletas.

E a conversa acabou sendo melhor para o Goiás, que aos 39 minutos conseguiu encaixar o contra-ataque pela direita. Léo Gamalho saiu da área e abriu para Carlos Eduardo, que tocou para o meio da área para Jean Carlos estufar as redes, com o gol vazio.

Além da desvantagem de quatro gols, o Vila Nova ainda se complicou depois de uma confusão generalizada no intervalo do clássico, que se iniciou na descida dos times aos vestiários. Vandinho e Patrick Leonardo, apesar de reservas, foram expulsos e deixaram o técnico Mazola Júnior com menos opções para buscar o milagre.

Na segunda etapa, nem o Vila Nova encontrou ânimo ou força para reagir, nem o Goiás quis apertar o ritmo e preferiu apenas administrar sua vantagem. O tempo foi passando, o torcedor do Tigre deixando o estádio e, após o apito final, a festa foi toda do Esmeraldino.

Comentários