Gestantes da Capital vão receber repelente grátis para prevenir zika

Assessoria

Divulgação

A Secretaria Municipal de Saúde Pública de Campo Grande (Sesau), por meio da Superintendência da Rede de Assistência à Saúde, começa a entregar (para as gestantes cadastradas no Programa Bolsa Família-PBF), os frascos de repelentes para reduzir os índices de doenças relacionadas ao mosquito Aedes aegypti, como zika, dengue e febre chikungunya.

Os produtos foram adquiridos pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA) do Governo Federal e distribuídos à Secretaria Estadual de Saúde, que por sua vez, destinou ao município. A Sesau providenciou a logística para que todas as 65 unidades básicas recebessem os frascos para distribuir às gestantes inscritas no PBF a partir da próxima terça-feira (11).

Para o recebimento do repelente, a gestante deverá comprovar ser beneficiária do Programa e realizar o pré-natal na unidade básica de saúde mais próxima da residência.  No momento da entrega, a grávida receberá orientação sobre a utilização do produto.

Cerca de 1.800 gestantes inscritas no PBF vão receber os repelentes no primeiro mês de atendimento e para ter direito ao produto nos meses seguintes elas precisam realizar as consultas de pré-natal, atualizar a caderneta de vacinação e atender os critérios exigidos.

O repelente é mais uma forma de aumentar a proteção contra o mosquito Aedes aegypti, principalmente com as gestantes, pelo risco de contrair o vírus zika, a fim de diminuir a probabilidade da microcefalia em bebês.

Mesmo assim, deve-se realizar a eliminação de criadouros do mosquito e adotar medidas simples de prevenção, como manter portas e janelas fechadas e teladas, usar calça e camisa de manga comprida.

Para não prejudicar as ações já realizadas nas unidades básicas de saúde, a entrega dos repelentes vai ocorrer de forma gradativa e em conformidade com a agenda de trabalhos, respeitando o fluxo normal de funcionamento.

Comentários