Gerente de banco desvia R$ 1,2 milhão de idosa e compra casa em condomínio de luxo

A gerente de um banco de Campo Grande e um comparsa furtaram R$ 1,2 milhão de uma idosa, de 88 anos; é o que aponta a investigação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF), que concluiu inquérito sobre o caso nesta quarta-feira (18).

Segundo a polícia, a mulher está com a saúde mental fragilizada, sofre de Alzheimer e é incapaz de realizar “atos da vida civil”. As investigações apontam que gerente se aproveitou dessa situação para retirar R$ 873 mil da conta da idosa e mais R$ 388 mil que foram repassados para a pessoa que convivia com a mulher.

A Polícia Civil diz que conseguiu recuperar todo o montante furtado ao descobrir dois terrenos em condomínios de alto padrão comprados pela gerente com o dinheiro furtado, valores em dinheiro e um automóvel.

A DERF esclarece que pediu a prisão preventiva da gerente, mas o requerimento não foi aceito pela Justiça. A gerente e a pessoa que cuidava da mulher foram indiciadas por furto qualificado.

Comentários