Geraldo Resende reafirma pré candidatura e entende desejo de Marçal Filho e Délia Razuk

O Deputado Federal Geraldo Resende(PMDB), reafirmou nesta terça-feira(28) ao programa Capital Meio-Dia da FM Capital e ao Portal de Notícias Página Brazil, a sua pré candidatura a prefeitura de Dourados nas eleições de 2016.

Deputado miniminiza debandada no PMDB  com saídas dos grupos de Marçal e Délia Foto Paulo Francis
Deputado miniminiza debandada no PMDB com saídas dos grupos de Marçal e Délia Foto Paulo Francis

A corrida pela prefeitura  movimenta a política da segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul. A cadeira ocupada há quatro anos pelo prefeito Murilo Zauith (PSB), que já foi reeleito em 2012 e não poderá entrar na disputa no ano que vem, já desperta os interesses de pelo menos três fortes pré-candidatos: além de Resende, o ex-deputado federal Marçal Filho e da vereadora Delia Razuk.

Resende atenua o fato do PMDB na cidade sofrer uma debandada, por conta da saída Marçal, que foi o primeiro a confirmar o embate. Ele deixou o PMDB e foi para o PSDB com intuito de concorrer com o rival. Agora é a vez de Délia Razuk pensar na saída. Ela estuda mudança para o PR, também para concorrer ao cargo de prefeita.

“Marçal e Délia indicaram que irão deixar o partido, mesmo após inúmeros pedidos para que isso não ocorresse, inclusive do ex-governador André Puccinelli que foi até Dourados na tentativa de convence-los. São duas situações que nós tentamos persuadi-los, colocando que o projeto tem espaço para todos, mas não logramos exito. Logicamente que não gostaríamos de perder lideranças tão expressivas mas deixamos a porta aberta para construirmos um projeto para o que for melhor para a nossa cidade”, relata.

Mesmo com a saída dessas duas lideranças do partido, Geraldo acredita que sua pré candidatura não sofrerá prejuízos, pois comenta que já está bastante consolidada na cidade. ” Nós fizemos pesquisas nos vários cenários que estão demonstrando que está bastante forte hoje a aceitação do nosso nome como pré candidato a cidade de Dourados. E no cenário em que nos colocam como possíveis adversários Marçal Filho e Délia Razuk, nós estamos com uma vantagem bastante significativa”, afirma.

Sobe o andamento dos trabalhos no partido e as alianças politicas, Geraldo conta que está trabalhando em dois cenários, o primeiro é de buscar um entendimento com todas as forças politicas de Dourados e em segundo fortalecer o PMDB. “Caso as saídas de Marçal e Délia do partido sejam consolidadas, haverá a necessidade de buscar outros companheiros. Estamos conversando com as varias lideranças com representação forte na nossa cidade. Temos conversado com os deputados estaduais Zé Teixeira (DEM), Barbosinha (PSB), Jorge Takimoto (PDT), João Grandão (PT), entre outros, no sentido de formatar uma grande aliança por Dourados. Vamos buscar também lideranças empresariais, de trabalhadores, comunitárias, para construir uma grande chapa de candidatos que possam dar sustentação ao nosso projeto”, finaliza.

Paulo Francis

Comentários

comentários