Gastos de brasileiros no exterior sobem 10,2% no primeiro trimestre

VEJA/JP

Estrangeiros desembolsam US$ 1,93 bilhão no primeiro trimestre no Brasil (Bia Parreiras/VEJA)

Os gastos de brasileiros em viagens  ao exterior chegaram a 4,93 bilhões de dólares no primeiro trimestre deste ano, informou o Banco Central (BC) nesta quarta-feira. A despesa é 10,23% maior do que no mesmo período do ano passado, quando foram desembolsados 4,47 bilhões de dólares.

A retomada da atividade econômica estimula as viagens ao exterior, mas por outro lado a alta do dólar, que em abril já subiu 5,2%, torna as viagens mais caras.

Considerando apenas o mês de março, os custos somaram 1,52 bilhão de dólares, montante semelhante ao mesmo período do ano passado, com 1,53 bilhão de dólares.

As receitas, ou seja, gastos de estrangeiros em viagens ao Brasil foram de 1,93 bilhão de dólares no primeiro trimestre, menor que os custos dos brasileiros. Com isso, o saldo em viagens ficou negativo no trimestre, chegando a um déficit 2,99 bilhões de dólares nos três primeiros meses deste ano.

Na comparação com o mesmo período do ano passado, houve aumento de 4,76%. No primeiro trimestre de 2017, turistas deixaram 1,84 bilhão de reais no país.

Apenas em março, foram 544 milhões de reais usados por estrangeiros por aqui. No mesmo mês do ano anterior, o montante chegou a 650 milhões de reais.

Os dados das viagens internacionais fazem parte da conta de serviços (viagens internacionais, transportes, aluguel de equipamentos, seguros, entre outros) das transações correntes.

O déficit em transações correntes, que são as compras e as vendas de mercadorias e serviços e transferências de renda do país com o mundo, foram superavitárias em 798 milhões de dólares, inferior ao resultado positivo de março de 2017, com 1,4 bilhão de dólares. Essa redução proporcionou ligeira elevação no déficit em transações correntes acumulado em 12 meses, que somou 8,3 bilhões de dólares até março, equivalente a 0,41% do Produto Interno Bruto (PIB).

Comentários