Garras apreende submetralhadora espanhola no Dom Antônio

O Garras vai investigar o que seria feito com a submetralhadora de uso restrito de fabricação espanhola que foi apreendida ontem, no bairro Dom Antônio Barbosa.

A arma de uso restrito, calibre 9 milímetros, estava na residência do gesseiro Carlos Rodrigo Oliveira dos Santos, vulgo Sergipano. Ele afirma que comprou a arma de um usuário de drogas e iria revendê-la.

Há dois meses em liberdade, Sergipano volta à cadeia por posse ilegal de arma de uso restrito –

O delegado João Paulo Sartori, da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros (Garras), informou que os policiais realizavam uma operação na região, quando receberam uma denúncia anônima, durante a tarde.

“Nós localizamos o Carlos, conhecido como Sergipano. Ele alega que comprou a arma de um usuário de drogas, trocando por papelotes de pasta base. É uma submetralhadora que custa cerca de R$ 10 mil. Agora ele vai responder por posse irregular de arma de fogo de uso restrito”, comentou Sartori.

O preso afirmou que saiu da cadeia há dois meses e teria comprado a submetralhadora de um usuário de pasta base por R$ 3 mil. “Só comprei para investir. Eu planejava revender”, ressaltou.

Ainda conforme a investigação, o suspeito possui antecedentes por tráfico de drogas e roubo de veículos, incluindo caminhões.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu cometário!
Por favor, insira seu nome aqui