Galo vence o Atlético-PR na raça, de virada, e sobe na tabela

Gazeta Esportiva/JN

O resultado deu ao Galo a quinta colocação do Campeonato Brasileiro, com 41 pontos.

No confronto dos atléticos, na noite desta segunda-feira, no Independência, em Belo Horizonte, o Mineiro levou a melhor e venceu, por 3 a 1, de virada, o Paranaense. O resultado deu ao Galo a quinta colocação do Campeonato Brasileiro, com 41 pontos. O Furacão tem 27 tentos, na 14ª posição.

Ricardo Oliveira marcou um dos gols da noite (Foto: Gazetapress)

O jogo foi marcado por dois tempos totalmente diferentes. Na etapa inicial, o Atlético-PR fez um gol e tinha uma postura defensiva interessante. O Atlético-MG fez alterações na etapa final que surtiram efeito e o Galo venceu, por 3 a 1, com gols de Leonardo Silva, Elias e Ricardo Oliveira. O resultado permitiu ao Galo superar o Grêmio na tabela de classificação.

O Atlético-MG se prepara agora para enfrentar o clássico contra o Cruzeiro, no domingo, no Mineirão, às 16h (de Brasília). Já o Atlético-PR recebe o Fluminense, no mesmo dia e horário, na Arena da Baixada.

Primeiro tempo

O Galo iniciou o duelo dominando a partida. A equipe da casa tinha o controle da bola e nos minutos iniciais atacou bastante. No entanto, a forma desordenada não ajudava em nada a evolução preto e branca. Na primeira descida do clube visitante, perigo. Os paranaenses chegaram primeiro em um contra-ataque e o time preto e branco conseguiu mandar para escanteio. Após duas cobranças, ambas fechadas, a redonda morreu no fundo das redes. O tento foi contra, marcado pelo zagueiro Maidana.

O Atlético partiu para o ataque. E equipe mineira tentou o empate rapidamente. O Galo se mandou, mas era pouco criativo no momento de finalizar a jogada. Por fim, se tornava um time burocrático, sem ânimo. Aos 13 minutos, após escanteio, Tomás Andrade pegou o rebote e levou bastante perigo.

Enquanto o Galo buscava o ataque, o time paranaense se defendia. Boas tabelas eram percebidas por Tomás Andrade e Fábio Santos, na ponta esquerda. Alias, foi nesta situação que o argentino recebeu e cruzou para o zagueiro Leonardo Silva, de cabeça, empatar.

Após o tento, o Atlético-MG seguiu na busca ao tento vitorioso. O time paranaense não conseguia mais atacar. As raras chegadas a frente eram em contra-ataques mal armados.

Segundo tempo

Na volta do intervalo, o Atlético-PR passou a encontrar mais espaços. A equipe paranaense aproveitava o desespero mineiro que buscava mais um gol para conseguir a vitória. Diante disso, o time paranaense encontrava vários espaços na defesa atleticana.

O técnico Thiago Larghi fez alterações e eles tiveram efeito. Elias e David Terans entraram em campo nas vagas de Matheus Galdezani e Tomás Andrade. E foi o volante que conseguiu o desempate.

Aos 21 minutos, em saída de velocidade do Galo, Luan recebeu na ponta direita. Ele encontrou Elias na área. O camisa 7, sem marcação, dominou e chutou forte. A bola morreu no fundo das redes.

Com a virada, o Atlético-PR buscou o ataque. O Galo então assumiu a outra condição: de contra-atacar.

Aos 28, o Atlético-PR quase conseguiu o empate. Em uma cobrança de escanteio, Raphael Veiga pegou a bola, após grande confusão na área, e chutou na trave.

No finalzinho, o Atlético fez mais um. Em contra-ataque rápido, aos 36, Cazares passou para Ricardo Oliveira. O atacante chutou duas vezes para conseguir o tento da tranquilidade.

FICHA TÉCNICA ATLÉTICO-MG 3 X 1 ATLÉTICIO-PR

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 10 de setembro de 2018, segunda-feira
Horário: 20h (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Luiz Alberto Andrini Nogueira (SP) e Tatiane dos Santos (SP)

Gols: Iago Maidana, aos 9 minutos do primeiro tempo (Atlético-PR); Leonardo Silva, aos 25 do primeiro tempo, Elias, aos 21 minutos do segundo tempo, Ricardo Oliveira, aos 36 minutos do segundo tempo (Atlético-MG)
Cartões: Leonardo Silva, Fábio Santos, Matheus Galdezani (Atlético-MG); Lucho González, Marcinho

Cartão Vermelho: Nikão (Atlético-PR)

ATLÉTICO–MG: Victor; Patric, Leonardo Silva, Maidana e Fábio Santos; Adilson (José Welison), Matheus Galdezani (Elias), Cazares e Tomás Andrade (Terans); Luan e Ricardo Oliveira
Técnico: Thiago Larghi

ATLÉTICO-PR – Santos, Jonathan, Thiago Heleno, Léo Pereira, Márcio Azevedo, Lucho González (Matheus Rossetto), Bruno Guimarães (Bergson), Raphael Veiga, Nikão, Marcinho (Rony), Pablo.
Técnico: Tiago Nunes.

Comentários