Gaeco volta às ruas contra “máfia do cigarro”

Da Redação/JN

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) faz nesta quarta-feira (23), em Mato Grosso do Sul, mais uma fase da operação que prendeu policiais militares suspeitos de corrupção.

Policiais são levados para a Corregedoria da PM em operação semana passada (Foto: Rodrigo Grando/ TV Morena)

A ação desta quarta-feira é para cumprir um mandado de busca e apreensão. Na semana passada, 20 policiais foram presos.

Os mandados foram cumpridos nas residências, locais de trabalho e casas de parentes dos investigados. O Gaeco descobriu que alguns desses policiais tiveram um aumento de patrimônio muito grande em pouco tempo e que a organização criminosa sabia quando os carregamentos viriam para o Brasil. Os presos foram encaminhados ao presídio militar, no complexo penitenciário de Campo Grande.

A operação foi batizada de Oiketicus em alusão às lagartas desta espécie que constroem uma estrutura com seda e fragmentos vegetais que se parecem com um cigarro, e vai sendo ampliado com o crescimento do inseto.

Comentários