Gado degrada área de preservação e dono é multado

A PMA (Polícia Militar Ambiental) multou em R$ 5 mil um produtor rural, por ter deixado seu gado circular às margens do rio Sucuriú. O rebanho destruiu a área de preservação em Costa Rica, cerca de 300 km de Campo Grande.

Características do local denunciavam a irregularidade presente na propriedade rural. Durante fiscalização, a PMA notou que o gado da chácara tinha acesso ao rio, onde ia beber água. Isso fez com que o ambiente ficasse completamente degradado. Outra observação foi que a mata ao redor do local não estava cercada.

As erosões foram iniciadas porque o rebanho “pisoteava” o caminho que fazia. Todas as atividades da propriedade foram paralisadas e o produtor foi autuado por danificação de área preservada e deve tomar as devidas providências na recuperação do local. O caso foi registrado como crime ambiental.

 

 

Comentários

comentários