Gabriel Jesus admite que está perto de sair do Palmeiras: “Quase definido”

Não houve cerimônia na entrevista coletiva. Nem de um lado nem do outro. As primeiras perguntas não foram sobre a preparação da seleção olímpica, o ataque com Neymar, tampouco amistoso deste sábado, às 16h30 (de Brasília), contra o Japão, no estádio Serra Dourada, em Goiânia.

– Gabriel Jesus, onde você vai jogar afinal?

Era a pergunta que estava no ar e que ainda não tinha resposta do jogador do Palmeiras. Ao lado do amigo e parceiro de ataque Gabigol, do Santos, Gabriel também foi direto. Embora não tenha revelado o time – o Manchester City é o favorito para contratar o jovem artilheiro – nem tenha confirmado que recebeu ligação do técnico Pep Guardiola, do time inglês – “é uma situação particular”, justificou -, ele admitiu que a despedida do Verdão está próxima:

Gabriel Jesus diz que Palmeiras já sabe para onde ele quer ir (Foto: MoWA Press))
Gabriel Jesus diz que Palmeiras já sabe para onde ele quer ir (Foto: MoWA Press))

– Meu futuro está sendo definido, está quase definido. O Palmeiras sabe para onde quero ir. Mas meu foco é total na seleção. A negociação está encaminhada – disse Gabriel Jesus.

Mais à frente da entrevista coletiva, Jesus tranquilizou os palmeirenses, mesmo sem ser afirmativo em dizer que fica até o fim do ano no time que é líder do Campeonato Brasileiro.

– A diretoria toda do Palmeiras deixou clara minha vontade e é a mesma do clube, isso está bem claro – falou Jesus, deixando nas entrelinhas que permanece no time alviverde que o revelou.

Descontraídos, apesar de tímidos, os Gabrieis fizeram elogios mútuos e terminaram falando de assuntos semelhantes. Afinal, Gabigol também desperta a atenção de clubes e dos cofres de gigantes europeus no mercado internacional.

Com preocupação de repetir a todo momento que o foco era na medalha de ouro, o jogador do Santos repetiu Jesus, não comentou sobre o clube que deve contratá-lo – embora a Juventus, da Itália, seja a equipe mais cotado -, mas afirmou que antes de chegar na seleção olímpica participava diretamente das negociações.

– Logo logo teremos definição, mas agora deixei com meu pai e meus empresários – afirmou o jogador do Santos, que tem proposta da Juventus, da Itália.

Ligação de Guardiola e definição do futuro

Gabriel Jesus: Não tenho como falar. É uma coisa particular minha, gostaria que respeitassem. Não faço nada (para me concentrar). Sou bem concentrado no que quero. Até porque, mesmo com essas negociações, em momento algum deixei cair a concentração. Quando entrei em campo só pensava em futebol. Isso não tira meu foco. Minha cabeça está apenas aqui (na seleção olímpica). A partir do momento que eu resolver minha vida, vou pensar nisso.

Jogar com Neymar

Gabigol: Joguei com ele na minha estreia. Era a despedida dele, foi pouco tempo. Jogar com ele é muito bom. É um craque, dispensa comentários. Jogar com ele fica fácil. Acho que tem que movimentar bastante, buscar espaços, procurar um ao outro, estar sempre perto. Isso vai facilitar bastante. O Luan (do Grêmio) é craque também. Muito bom jogar com todos eles.

Jesus: É tudo muito recente para mim. Tenho só dois anos como profissional. Há três, quatro anos, via só na televisão. Fico bastante feliz. Mas a gente sabe que tem que focar em jogar bola, porque se ficar reparando nele fica meio complicado.

Entressafra brasileira?

Gabigol: Acho que está provado que o Brasil vem se renovando. A seleção é muito boa e jovem. Sabemos que o Brasil não vem ganhando campeonatos, mas vem revelando grandes jogadores. Estamos aqui para mostrar que o Brasil ainda tem o melhor futebol do mundo. Todos falam muito, mas se o Brasil continuar revelando e treinando, pode ganhar vários campeonatos e ter o melhor futebol do mundo.

Jesus: O momento do Brasil está sendo de renovação, com muitos jogadores de alto nível. Muitos com idade de Olimpíada ficaram fora e poderiam estar aqui. Isso mostra que o Brasil está evoluindo de novo. Daqui a algum tempo vai voltar a ser o país do futebol.

O que um gostaria de ter um do outro?

Jesus: Não sei responder. O Gabigol é um craque de bola, todo mundo sabe. É muito versátil, goleador.

Gabigol: Queria ter tudo. Ele é rápido, forte, faz gol. Mostra muita maturidade. É um jogador em que me espelho pela capacidade que tem de fazer gol, se movimentar. (globoesporte.com)

Comentários

comentários