Funcionários do Asilo São João Bosco entram em greve por falta de pagamento

Funcionários do Asilo São João Bosco em Campo Grande paralisaram suas atividades as 6 horas desta quarta-feira(15), reivindicando o pagamento de salários atrasados de pelo menos 170 trabalhadores de diversas áreas, como enfermagem, cuidadores de idosos, limpeza, manutenção e jardinagem. Além dos salários atrasados que chegam a quase 3 meses, alegam também que não foram pagas as parcelas do 13 salario de dezembro de 2014, o FGTS não esta sendo depositado e ainda que alguns trabalhadores estão com ferias atrasadas à pelo menos 3 anos.

Estavam presentes no local apoiando a manifestação o presidente do Siems (Sindicato dos Enfermeiros do Estado de Mato Grosso do Sul), Lazaro Santana juntamente com a presidente do Senalba-MS(Sindicato dos Trabalhadores em Entidades Culturais, Recreativas, de Assistência Social, de Orientação e Formação Profissional no Estado de Mato Grosso do Sul), Maria Joana Barreto Pereira. Eles atribuem esse problema a atual administração do Asilo que iniciou seus trabalhos no ano de 2014 e é presidida pelo presidente da arquidiocese Dom Dimas de Lara Barbosa e tem como Vice Presidente Sonia Minder.

Segundo Maria Joana, a greve é legitima e foi decidida através de uma assembleia na tarde de ontem(14) e comunicado a administração do asilo para que não houvesse maiores transtornos. Por falta de estrutura como água e banheiros cerca de 60 grevistas permanecerão em frente ao prédio do Asilo somente até as 11h de hoje e após este horário retornaram a suas casas e se caso não houver nenhum acordo por parte da administração voltaram a greve as 6h da manhã desta quinta-feira(16).

Paulo Francis

Comentários

comentários