Frio diminui atendimentos de acidentados de moto na Santa Casa

Da Redação/JN

O pronto-socorro da Santa Casa de Campo Grande atendeu de segunda a quinta-feira desta semana, 35 vítimas de acidentes de moto. Um número que comparado com a semana passada, entre os dias 10 e 13 de julho, em que foram atendidos 56 pacientes, mostra uma redução de 21 pessoas. Na semana de frio, a Santa Casa atendeu 61 pacientes vitimados por acidentes de trânsito em geral e na semana passada foram 73 atendimentos.

Diariamente, o hospital atende vítimas de todos os tipos de acidentes, em casos de média e alta complexidade, sendo que, nos seis primeiros meses de 2017 foram atendidos nesta condição 3306 pessoas, perfazendo uma média mensal de 551 atendimentos mês. Esta realidade faz com que as médias diárias do pronto-socorro aumentem se comparadas às do ano anterior, fato mais perceptível em feriados prolongados.

Do dia primeiro de janeiro ao dia 31 de dezembro do ano de 2016 foram realizados 7.079 atendimentos a vítimas de trânsito na urgência e emergência, o que compõe uma média mensal de 590 atendimentos mês.  No ano anterior, de 2015, foram 6.348 atendimentos, uma média mês de 529 vítimas. Observa-se um aumento de 700 pessoas a mais no ano e 61 vítimas a mais, todos os meses.

A redução é notória por quem convive diariamente atendendo vitimados por moto em Campo Grande e no interior de Mato Grosso do Sul. De acordo com o médico emergencista da área vermelha do pronto-socorro, Dr. Fábio Toome Wauke, o baixo índice é notado principalmente nos horários noturnos. “Podemos perceber essa diminuição principalmente fora dos horários de trabalho, pois no frio os motociclistas evitam sair de noite, com isso, os índices ficam menores”, disse.

 

Comentários